Reflexões

Especial - "Maria" e a mensagem de Natal

NEY GOMES*

 

MARIA E A MENSAGEM DO NATAL.

"Ora Jesus, vendo ali sua mãe, (...) disse a sua mãe: Mulher, eis aí o teu filho". (Jo 19. 26)

Por um instante algo lhe tirou da Cruz, uma dor mais intensa que os cravos, que os ferimentos! Ver as mulheres chorando, sua mãe entre elas, desolada, como que sendo transpassada por uma espada! Maria, cujo fragilidade por vezes protegeu o poder que iria transformar o destino dos homens! (Lc 2.35)

Se as palavras têm poder, como bem nos é ensinado desde tenra idade, das sete, ditas na cruz, uma seria para Maria, e lhe seria suficiente. No subjetivo da palavra está explícito: ‘Vá com João’! Em dias tão brutais e sombrios essa mensagem ganha um ressignificado. Que em muitas vezes, de muitas maneiras e de várias formas, a fragilidade salva os homens e seus destinos. Por isso, o que “Maria” significa deve ser devidamente protegido, ontem, hoje e sempre!

O poder e a fragilidade (assim como a juventude a velhice) são forças que mudam o mundo em circunstâncias diferentes. E devem ser preservados em sua forma mais pura, para quando sua utilidade for solicitada. Jesus, ao lhe chamar de “mulher” novamente lhe traz a memória que a sua missão não é mais junto a Ele, mas que nem por isso, menos importante. João amava Jesus, mas isso não o fazia menos rude. Os filhos de Zebedeu e Salomé eram profícuos, intempestivos e açodados. Não por acaso Tiago ter sido o primeiro Apóstolo a ser martirizado (At 12. 2). Maria estava onde deveria estar!

E como todos os poderes que transformam a humanidade para melhor são controlados por Deus, em Cristo, Maria não seria diferente. Nesse, que é o primeiro de muitos casos, Jesus revela a regra geral: É Ele que diz com quem Maria vai estar, e nesse caso, foi para estar com João! A “Maria” do Cristo Jesus obedece a sua voz.

O mundo está cheio de “Marias” e nem por isso, maravilhosamente transformado, por que nem todas as “Marias” são de Jesus. A “Maria” do Cristo Jesus vai para quem Seu filho manda, nesse caso, João. Ora, se uma vida não é transformada, bem capaz dessa “Maria” não ser de Jesus, não ser de João. Por que quem Jesus manda transforma quando vai, quando chega, e o mundo, temos visto, sofre pouca e significativa transformação. Se há beleza, delicadeza, luz e tolerância, essa “Maria” é de Jesus, foi por Ele enviada. E não é essa a mensagem do Natal?

Mas se nada muda, se os tempos permanecem sombrios e os homens, duros de coração, a “Maria” que lhes chega, não é a de Jesus: são “Maria vai com as outras”. Essas e esses, nunca mudaram nada nem ninguém!

Minha família e eu desejamos aos amigos, Feliz Natal e um Ano Novo cheio de pessoas que – que como Maria - transformam a sua vida!

Ney Gomes. 28/03/2019. - [email protected]

"Se trabalhamos e lutamos é porque temos colocado a nossa esperança no Deus vivo." 1 Timóteo 4.10

COLABORAÇÃO PARA O PORTAL ESCOLA DOMINICAL - PR. NEY GOMES

Copyright © 2003 - 2020 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.