Juvenis

Lição 4 - Legalização das drogas, uma ideia maligna II

CASA PUBLICADORA DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

TERCEIRO TRIMESTRE DE 2021

Juvenis: Questões difíceis de nosso tempo

COMENTARISTA: ADRIANO LIMA

COMENTÁRIO: PROF.ª PAULA RENATA SANTOS

LIÇÃO Nº 4 – LEGALIZAÇÃO DAS DROGAS, UMA IDEIA MALIGNA

ESBOÇO DA LIÇÃO

1. É MELHOR OBEDECER A DEUS

2. O QUE SÃO DROGAS?

3. DIGA NÃO!

4. UM PROJETO DO INIMIGO

OBJETIVOS

Saber o que são drogas;

Compreender que a legalização das drogas é um projeto do inimigo.

Querido (a) professor (a), nossa próxima lição aborda um tema considerado um problema universal: Drogas! A própria Organização das Nações Unidas (ONU) já declarou que o comércio de drogas está intrinsecamente ligado à violência e à corrupção em todo o mundo. No ano passado, em Viena, durante a sua Comissão de Narcóticos, a diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, fez um alerta chocante: “A OMS estima que o consumo de drogas é responsável por cerca de meio milhão de mortes a cada ano. Mas este número só representa uma pequena parte do dano causado pelo problema mundial das drogas".

Mesmo diante de dados tão alarmantes, muitos países, assim como o Brasil, ainda discutem no Congresso a legalização do uso recreativo da Maconha, por exemplo.

Segundo relatório da Junta Internacional de Fiscalização de Entorpecentes (Jife), a Argentina, Colômbia, Paraguai e Peru "realizaram iniciativas para regular a venda de cannabis com fins médicos". Já o Uruguai, em julho de 2017, começou a venda de maconha para uso recreativo em farmácias, transgredindo assim a Convenção Única sobre Entorpecentes de 1961, emendada pelo Protocolo de 1972. Para a Junta, com esta tendência, a maconha "pode se tornar um problema de saúde pública para quem usa de forma recreativa" no futuro.

Pesquisa Datafolha realizada no final do ano passado mostra que cresceu o apoio dos brasileiros a projetos de lei que visam descriminalizar o uso da droga. Para 32%, fumar maconha deveria deixar de ser crime. Por isso, é crucial a população contrária se manter informada. Você como educador tem a possibilidade de transmitir essa consciência aos seus alunos. Compartilhe com eles estas informações.

Sugerimos, após a devida autorização da liderança da sua igreja, escola dominical e responsáveis pelos juvenis, a turma possa realizar um trabalho de campo, visitando algum centro de reabilitação evangélico, conversando com alguns irmãos hoje recuperados sobre a angustia pela qual passaram juntamente com suas famílias devido o vício nas drogas. Certamente, será mais impactante que qualquer pesquisa estatística que leiam na internet.

Abaixo segue um trecho da reportagem sobre o assunto da revista Geração JC, com o testemunho de um ex-dependente.

“Transformação

Apesar do esforço do Governo e da sociedade, somente uma transformação divina poderá mudar a situação. Isso quem afirma é um ex-dependente químico que foi liberto do vício ao se encontrar verdadeiramente com Jesus.

Eduardo Evangelista de Souza recebeu os ensinamentos de Deus na igreja e através de sua mãe, mas se afastou dos caminhos do Senhor e se tornou dependente de drogas dos 16 aos 25 anos, desde maconha até cocaína. “Apesar de ter sido ensinado numa igreja evangélica, não conhecia intimamente Jesus Cristo. Hoje, muitos também estão nessa situação em suas igrejas. Através da minha experiência cheguei à conclusão de que um dos muitos fatores que levam um adolescente a usar drogas é a ausência de conhecimento do amor e da graça de Deus”, revela.

‘Os tratamentos de psicoterapia e psiquiatria ajudaram a me conhecer um pouco mais. O amor e o apoio da família também são fundamentais. Mas o que realmente ajudou e foi definitivo para a minha transformação foi o encontro real que tive com Jesus Cristo dentro de uma casa de recuperação’, conta Eduardo Evangelista, que hoje é responsável pelo Projeto Vida Urgente, uma instituição filantrópica evangélica interdenominacional que ajuda dependentes químicos e suas famílias.

Outra instituição que tem auxiliado na reabilitação de dependentes é Centro de Recuperação em Cidade Nova (Cercin). Localizado na área central do Rio de Janeiro, é uma obra que tem como objetivo socorrer dependentes químicos e moradores de rua. E a igreja também conta com um sítio no município de Seropédica. O Cercin é uma instituição vinculada à Assembleia de Deus em Cidade Nova. A igreja, liderada pelo pastor Manoel Antonio Ribeiro, mantém o Centro de Recuperação desde 1994. Nesse período, já passaram pelo local diversos jovens e pais de família que viviam mergulhados no mundo das drogas e, hoje, estão libertos.

A entidade filantrópica oferece moradia, alimentação, vestuário, regularização de documentos, encaminhamento médico e ensinamento bíblico. Ao longo desses anos, são muitos os testemunhos de libertação e vidas restauradas. Segundo pastor Manoel, muitos dessas vidas libertas são hoje obreiros da Casa do Senhor e reconstruíram suas vidas. Aqueles que não tinham família, a igreja acompanha até que os mesmos consigam se estabelecer e arrumar um emprego e moradia. ‘Hoje, temos obreiros atuantes, dirigentes de congregações e homens que reconstruíram suas famílias. As esposas que acreditaram na libertação do esposo e receberam de volta em casa’, testifica. Mais informações: Projeto Vida Urgente (21) 2679-2648”.

O Senhor lhe abençoe e capacite! Boa aula.

Fonte: http://www.escoladominical.com.br/home/licoes-biblicas/subsidios/juvenis/886-li%C3%A7%C3%A3o-4-legaliza%C3%A7%C3%A3o-das-drogas,-uma-ideia-maligna.html Acesso em 20 abr. 2018

Copyright © 2003 - 2021 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.