Adultos

Lição 5 - Libertos do pecado para uma nova vida em Cristo III

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO BELÉM - SETOR 31 (ERMELINO MATARAZZO,SÃO PAULO/SP)

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

SEGUNDO TRIMESTRE DE 2020

Adultos - A IGREJA ELEITA: redimida pelo sangue de Cristo e selada com o Espírito Santo da promessa

COMENTARISTA: DOUGLAS ROBERTO DE ALMEIDA BAPTISTA

COMENTÁRIO: EV. MARCOS JACOB DE MEDEIROS

LIÇÃO Nº 5 – LIBERTOS DO PECADO PARA UMA NOVA VIDA EM CRISTO

I – A ANTIGA NATUREZA MORTA EM OFENSAS E PECADOS

1. Nossa condição anterior

1.1. Estávamos em ofensas e pecados (Ef 2.1)

. A palavra “ofensa”, do grego paraptoma, tem o sentido de “passo em falso de forma deliberada”

. O termo para pecado é “hamartia”, o qual descreve como “aquele que erra o alvo”.

1.2. Estávamos ‘mortos’ (Ef 2.1; 1Tm 5.6)

. O conceito é de morte moral e espiritual provocada pelo pecado, que inevitavelmente separa o homem de Deus (Is 59.2; Tg 1.15)

2. Nossas ofensas e pecados.

2.1. “Andastes, segundo o curso deste mundo” (2.2b).

. A imoralidade, o furto e a mentira (Ef 4.22-32)

. O salvo não deve andar conforme o mundo (Rm 12.2)

2.2. “Andastes, [...] segundo o príncipe da potestade do ar” (2.2c).

. Uma alusão a Satanás que exerce autoridade sobre os poderes do mal (Jo 12.31).

. Uma ação dos agentes malignos (2Co 4.4)

. A nossa luta é contra esse inimigo (Ef 6.120

. O crente não deve temer, pois Cristo está acima de todos eles (Ef 1.21)

2.3. “Andávamos fazendo a vontade da carne e dos pensamentos” (Ef 2.3).

. Refere-se à inclinação para fazer o mal, algo inerente à natureza humana (Gn 6.5).

. Nosso coração era duro em relação as coisas de Deus (Ef 4.18)

. Mesmo nesta condição, Deus nos elegeu em Cristo (Ef 1.5)

II – VIVIFICADOS PELA GRAÇA

1. Alcançados pela misericórdia e pelo amor divino.

1.1. Estávamos condenados ‘sob a ira de Deus’ (Ef 2.3)

1.2. Fomos alcançados pela misericórdia de Deus (Ef 2.4)

. É a compaixão pelos indignos (Rm 11.30-32)

. Deus proveu em Cristo um escape para nós (Ef 1.7; Jo 3.16; 1Jo 4.9)

2. Vivificados por sua graça.

2.1. A nossa situação era de ‘mortos’ (Ef 2.5a)

2.2. Deus veio e nos vivificou (Ef 25b)

. Desta forma, nascemos de novo (Jo 3.3)

2.3. Agora, temos vida através de Cristo (Ef 2.8,9)

3. Exaltados por sua graça.

3.1. Nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo (Ef 2.6)

3.2. Agora, temos direito a ressurreição, a vida eterna e o galardão nos céus (1Co 15.3-8,20-25)

. Faz parte das ‘abundantes riquezas da sua graça’ (Ef 2.7)

III – A SALVAÇÃO NÃO VEM DAS OBRAS

1. Graça como meio de salvação.

1.1. Em Efésios 2.1-7 revela o que inclui na salvação

. A libertação da morte

. A libertação da escravidão do pecado

. A libertação da ira vindoura

. Permite ao salvo desfrutar de todas as bênçãos espirituais (Hb 2.15; 2Co 5.19)

1.2. Graça (Gr charis) = favor imerecido (Rm 3.24)

. Mesmo assim, o homem pode aceita-la ou rejeita-la (Jo 7.17)

. A fé é a grande resposta ao chamado de Cristo (2Co 5.7)

2. Obras como evidência de salvação.

2.1. Ninguém é salvo pelas boas obras (Ef 2.8b)

2.2. Depois de aceitar a Cristo, as boas obras têm grande valor (Ef 2.10; 2Co 5.17; Rm 2.6)

Conclusão: Antes da regeneração éramos “filhos da ira” e condenados à perdição eterna. Por ato do amor divino, por meio de sua maravilhosa graça, nos tornamos “filhos por adoção”. Essa gloriosa salvação nos foi concedida independente de nossas obras. A partir da salvação passamos a praticar boas obras que glorificam a Deus nosso Pai (Mt 5.16).

COLABORAÇÃO PARA O PORTAL ESCOLA DOMINICAL - EV. MARCOS JACOB DE MEDEIROS

Copyright © 2003 - 2020 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.