Adultos

Lição 11 - Discernimento de espíritos - um dom imprescindível V

SUPERINTENDENCIA DAS EBD'S DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS EM PERNAMBUCO

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2019

Adultos - BATALHA ESPIRITUAL - O povo de Deus e a guerracontra as potestades do mal

COMENTARISTA: ESEQUIAS SOARES DA SILVA

COMENTÁRIO: SUPERINTENDÊNCIA DAS EBD'S DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS EM PERNAMBUCO

 

LIÇÃO Nº 11 – DISCERNIMENTO DE ESPÍRITOS - UM DOM IMPRESCINDÍVEL

INTRODUÇÃO

Nesta lição introduziremos o assunto definindo o verbo “discernir”; destacaremos as três fontes das manifestações sobrenaturais; falaremos sobre a importância do dom de discernir os espíritos a fim de detectarmos a fonte das operações miraculosas; pontuaremos ainda quais as ferramentas que Deus outorgou a igreja a fim de que ela pudesse discernir as coisas espirituais; e, concluiremos destacando três exortações paulinas úteis a vida cristã.

I – DEFINIÇÃO DA PALAVRA “DISCERNIR”

O verbo “discernir” segundo o dicionário significa: “perceber claramente; capacidade de compreender situações; distinguir; diferenciar; compreender; perceber; entender; formar juízo” (HOUAISS, 2001, p. 1051). O substantivo no grego “diakrisis” significa: “distinção, discriminação clara, discernimento, julgamento” (VINE, 2002, p.568). Segundo Boyd (apud RENOVATO, 2014, p. 40 – acréscimo nosso), a palavra ‘diakrisis’ tem o sentido de “penetrar por baixo da superfície, desmascarando e descobrindo a verdadeira fonte dos motivos e da manifestação”.

II – CONHECENDO A FONTE DAS MANIFESTAÇÕES ESPIRITUAIS

As manifestações sobrenaturais podem ter basicamente três origens. Notemos:

2.1 Divina. A Bíblia não somente afirma a existência de Deus (Gn 1.1; Dn 2.28), como também fala de suas intervenções miraculosas na terra (1 Sm 2.6-8). Ele opera sinais e maravilhas (Êx 10.1; Nm 14.22; Dn 6.27).

2.2 Humana. A Bíblia fala de pessoas que profetizam “falsamente” (Jr 14.14); do “próprio coração” (Jr 23.16); falam “sonhos mentirosos” (Jr 23.32). Na época do profeta Isaías e Jeremias havia aqueles que afirmavam predizer o futuro (Is 8.19; 44.25; Jr 27.9; 29.8). Há casos no Novo Testamento de mágicos que iludiam as pessoas com truques, fazendo seus seguidores crer que eles possuíam algum poder para fazer milagres (At 8.8-11; 13.6).

2.3 Diabólica. Quando os demônios agem na vida das pessoas podem fazê-las “operar sinais” (Êx 7.10,11; 2 Ts 2.9); “profetizar” (1 Rs 22.22); adquirir “grande força” (Mc 5.3,4); ter “conhecimento da vida íntima das pessoas” (At 16.16). A Bíblia diz que: (a) Satanás usa as Escrituras e as interpreta para o mal (Mt 4.6; Lc 4.10,11); (b) ele opera grandes sinais e prodígios (Mt 24.24; 2 Ts 2.9; Ap 16.14; 19.20); e, (c) ele tem a capacidade de transformar-se em anjo de luz (2 Co 11.14).

II – A NECESSIDADE DE DISCERNIR OS ESPÍRITOS

Em um universo de muita pluralidade religiosa como esta em que vivemos, onde existem muitas ações malignas, imitações e até supostas ações sobrenaturais faz-se necessário a manifestação deste dom. É bom dizer que pelo entendimento e pela lógica humana, nem sempre é possível avaliar a origem das manifestações espirituais, porque às vezes são muito semelhantes. Abaixo destacaremos alguns casos, que constam no registro bíblico, e que são muito semelhantes entre si a fim de entendermos a importância do dom de discernir para sabermos a fonte das operações sobrenaturais a fim de não sermos enganados pelo diabo. Vejamos:

Para continuar lendo este artigo baixe o anexo no link abaixo.

COLABORAÇÃO PARA O PORTAL ESCOLA DOMINICAL (FORNECIMENTO DO MATERIAL) - PROF. PAULO AVELINO

Copyright © 2003 - 2019 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.