Juvenis

Lição 7 - Efeitos espirituais do avivamento II

CASA PUBLICADORA DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

TERCEIRO TRIMESTRE DE 2018

Juvenis: Queda e redenção

COMENTARISTA: REYNALDO ODILO

COMENTÁRIO: PROF.ª PAULA RENATA SANTOS

LIÇÃO Nº 7 – EFEITOS ESPIRITUAIS DO AVIVAMENTO

ESBOÇO DA LIÇÃO

1. COMPROMISSO COM A PALAVRA DE DEUS

2. COMPROMISSO COM UMA VIDA DE ORAÇÃO

3. UM CORAÇÃO QUEBRANTADO DIANTE DE DEUS

OBJETIVOS

Reconhecer algumas marcas do verdadeiro avivamento;

Defender a centralidade da Palavra de Deus;

Perceber o valor da oração e do coração quebrantado.

Querido (a) professor (a), passamos da metade da nossa revista e ao longo destas lições seus alunos vêm sendo instruídos e inspirados, ao aprenderem sobre genuínos avivamentos. Na próxima aula não será diferente, iremos estudar os efeitos espirituais que este movimento causa, individual e coletivamente.

Procure bater um papo na linguagem de seus alunos sobre os impactos que um avivamento teria em suas vidas, igreja e sociedade. Deixe que se expressem livremente, a fim de perceber se há alguma barreira os impedindo de crescer espiritualmente. Se possível, converse em particular com aqueles que você achar necessário.

É muito importante que você sempre se disponha a ouvi-los e ajudá-los, sem condenação e represálias. Seus juvenis podem ter dificuldade de se abrir com seus pais e outros responsáveis, mas pode ver em você um amigo, conselheiro e ajudador nos seus dilemas e lutas diárias. O Senhor Jesus o ungiu para tal, afinal ser um mestre é muito mais do que apenas aplicar o conteúdo de uma revista de Escola Dominical, ou da própria Bíblia. Veja o exemplo do próprio Rabi, Jesus Cristo. Ele andava com seus discípulos, lhes era próximo, com paciência e amor tirava suas dúvidas, lhes dava exemplos com sua própria vida, os ensinava na linguagem que entendiam, os ajudava em suas falhas, vendo e os inspirando a tornarem-se servos de Deus melhores. Que seus alunos possam ver o Mestre dos mestres em você.

[...] O avivamento pode ser definido como o retorno aos princípios que caracterizavam a Igreja Primitiva. É o retorno à Bíblia como a nossa única regra de fé e prática. É o retorno à oração como a mais bela expressão do sacerdócio universal do cristão. É o retorno às experiências genuínas com o Cristo, sem as quais inexistiria o corpo místico do Senhor. É o retorno à Grande Comissão, cujo lema continua a ser: “...até aos confins da terra...” O avivamento, enfim, é o reaparecimento da Igreja como a agência por excelência do Reino de Deus.

De acordo com Arthur Wallis, o avivamento é a intervenção divina no curso normal das coisas espirituais: “É o Senhor desnudando o seu braço e operando com extraordinário poder sobre santos e pecadores”.

Depois de haver reanimado tantas igrejas que jaziam à morte, Charles Finney já tinha condições de afirmar ser o avivamento um novo começo de obediência a Deus.

[...] O avivamento não é só emoções. Não é só carga afetiva, nem aquela euforia que hoje nos embala, e amanhã desaparece como que por taumaturgia. Leve-nos embora às mais ruidosas manifestações, não é este o seu objetivo primacial, conforme acentuaria Ernest Baker: “Um avivamento pode produzir barulho, mas não é nisso que ele consiste. O fator essencial é a obediência de todo o coração”.

[...] O principal objetivo do avivamento é manter a Igreja como a agencia por excelência do Reino de Deus. É preservar-lhe as características de movimento. É arrancá-la ao denominacionismo. É compungi-la a reassumir aquela missão que lhe deu o Cristo de forçar as portas do inferno.” (ADRADE, Claudionor de. Fundamentos Bíblicos de Um Autêntico Avivamento. Rio de Janeiro: 2004, CPAD, pp. 40-41)

O Senhor lhe abençoe e capacite! Boa aula!

Fonte: http://www.escoladominical.com.br/home/licoes-biblicas/subsidios/juvenis/264-licao-7-efeitos-espirituais-do-avivamento.html Acesso em 06 nov. 2020

Copyright © 2003 - 2020 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.