Juvenis

Lição 6 - A crucificação de Jesus II

CASA PUBLICADORA DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

SEGUNDO TRIMESTRE DE 2020

Juvenis: Questões difíceis de nosso tempo

COMENTARISTA: ADRIANO LIMA

COMENTÁRIO: PROF. MARCELO OLIVEIRA DE OLIVEIRA

LIÇÃO Nº 6 – A CRUCIFICAÇÃO DE CRISTO

ESBOÇO DA LIÇÃO

1. A SEMANA DA CRUCIFICAÇÃO

2. AS ÚLTIMAS PALAVRAS DE ALGUÉM PENDURADO EM UMA CRUZ

3. ...PELAS SUAS PISADURAS, FOMOS SARADOS

4. SIM, EU AMO A MENSAGEM DA CRUZ...

OBJETIVOS

Descrever a semana da crucificação;

Explicar o porquê de Cristo ser o Cordeiro;

Propor aos alunos um compromisso com a mensagem da cruz.

Prezado professor, prezada professora,

A lição desta semana fala sobre um dos fatos mais importante para a fé cristã: a crucificação de Jesus. Nessa lição estudaremos a semana da crucificação, o porquê de Cristo ser chamado o Cordeiro de Deus e o compromisso que cada crente tem de ter com a mensagem da cruz. A crucificação de Cristo trouxe salvação para o ser humano pecador. Para ajudar você a preparar a aula desta semana que disponibilizamos o texto abaixo, a fim de conceder-lhe subsídios na preparação da aula 6:

“Jesus foi condenado pelos homens

Como foi possível condenar alguém a morte apenas por falar de amor, pregar sobre a verdade da hipocrisia religiosa e de se auto-revelar o Deus Encarnado? Os homens do tempo de Jesus fizeram isso com Ele ― parece-nos que, enquanto cegos em relação às coisas de Deus, faríamos a mesma maldade também. A condenação de Jesus foi sórdida, falsa e covarde. Os líderes religiosos, após de praticarem toda perversidade que fizeram com Jesus, foram celebrar a Páscoa no Templo de Jerusalém como se nada tivesse acontecido, pois era o sábado da Páscoa (Lc 23.54; cf. Mt 27.62-66).

Que Deus guarde o seu e o meu coração de não sermos achados na mesma condição de algozes de pessoas, ainda que pensemos está fazendo a vontade de Deus (Jo 16.1,2; cf. Mt 21.33-46 ). Não, não estamos! A vontade de Deus não comunga com a farsa, a maldade e a injustiça. Que o nosso coração seja o lugar do bem, do amor e da justiça!

Crucificado e Morto.

Chicotada nas costas! Carne rasgada! Pés traspassados e pregados na cruz! Mãos cravadas no madeiro! Lança atravessada no seu lado direito! Sangue e água saíram dele! Ele expirou! Morreu!

Você já deve ter assistido a filmes sobre a crucificação de Jesus e, talvez, tenha se impressionado com tamanha violência e dor que se abarcaram sobre o nosso Senhor. O que aconteceu com Jesus foi profetizado há muito pelo profeta Isaias, lá no Antigo Testamento: “Ele foi oprimido, mas não abriu a boca; como um cordeiro, foi levado ao matadouro e, como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, ele não abriu a boca” (Is 53.7). Jesus morreu pelos nossos pecados e transgressões. Por isso é que falamos em justificação, regeneração, nova criatura, pois na verdade quem deveria está no lugar de Jesus era eu e você. Nós éramos dignos de sermos mortos devido a nossa má natureza, perversa e imoral. Ele não! Nosso Senhor jamais pecou! Nós merecíamos, Ele não!” (OLIVEIRA, Marcelo Oliveira de. Revista Discipulando: Conhecendo as doutrina da fé cristã. Ciclo 2 - Aluno. Rio de Janeiro: CPAD, 2015, p.31).

Boa aula!

Fonte: http://www.escoladominical.com.br/home/licoes-biblicas/subsidios/juvenis/318-licao-6-a-crucificacao-de-cristo.html Acesso em 29 abr. 2020

Copyright © 2003 - 2020 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.