Juvenis

Lição 13 - Igreja: as portas do inferno não a vencerão II

CASA PUBLICADORA DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2021

Juvenis: Igreja, o corpo de Cristo

COMENTARISTA: JAMIEL LOPES

COMENTARISTA: PROFª PAULA RENATA SANTOS

LIÇÃO Nº 13 – IGREJA: AS PORTAS DO INFERNO NÃO A VENCERÃO

ESBOÇO DA LIÇÃO

1. IGREJA: CHAMADA A SEMEAR

2. O CRESCIMENTO DA IGREJA

3. SEU CHAMADO

OBJETIVOS

Refletir sobre a missão da Igreja de semear o Evangelho;

Abordar o crescimento da igreja, tomando como exemplo a igreja em Antioquia;

Conscientizar que fomos chamados para fazer discípulos.

Querido (a) professor (a), chegamos ao final da nossa revista, coincidindo com o encerramento do ano (já que apesar de termos mais um domingo, em que estudaremos a lição 1 da nossa próxima revista, nem todos os alunos poderão estar presentes). Parabéns por ter chegado até aqui. Certamente não foi fácil, muitos desafios e empecilhos surgiram. Mas você, em Deus, superou cada um deles. Reflita por um momento sobre isso. É muito importante trazer à memória os feitos do Senhor em nossas vidas, sem esquecer-nos de nenhum só de seus benefícios (Sl 103.2).

Na sociedade atual é comum tratar tudo de forma demasiadamente efêmera. Mesmo acontecimentos importantes; mal se comemora uma vitória e já se esquece dela, perseguindo alguma outra. Um dos grandes problemas dessa correria é que mal temos tempo para agradecer, para refletir e absorver as lições vivenciadas, sendo fortalecidos por elas. Por isso, sugerimos que a aula de hoje seja como um culto de ações de graças em que você e sua turma possam relembrar e agradecer pelas bênçãos do Senhor sobre suas vidas e famílias no decorrer deste ano.

Oriente seus juvenis a trazerem a memória e relatarem alguns acontecimentos importantes de suas vidas em 2017: mudança de série no colégio, Enem, uma matéria difícil em que passaram, novos amigos, despedidas de outros, escolha de uma carreira, início da faculdade para alguns, etc. Dê-lhes os parabéns por tantas superações e encerre esse momento com uma oração de gratidão ao Senhor por elas.

Se você seguiu nossa sugestão da semana passada, de promover um amigo oculto, seria interessante previamente realizar uma dinâmica que estimula o autoconhecimento e aprofunda as relações interpessoais. Basta colar com fita adesiva uma folha de papel nas costas de todos os alunos e ao colocar um louvor bem animado de comunhão, peça-os que escrevam uns nas folhas dos outros as características boas que mais gosta naquela pessoa. Dê-lhes um tempo para que o maior número possível tenha escrito sobre todos os colegas. Em seguida, deixem que retirem seu papel das costas e cada um leia o seu. Questione-os sobre como se sentiram ao ler o que os amigos escreveram sobre eles, se concordam ou não, se eles se vêem daquela maneira, se gostaram ou ficaram desconfortáveis e por quê. Deixe que se expressem e explique que palavras de incentivo ou até mesmo uma crítica construtiva de um bom amigo pode fazer grande diferença em nossas vidas, nos fazendo melhorar e crescer. Peça que leiam juntos Provérbios 27.17 e ore com ele, pedindo ao Senhor que faça de nós esse tipo de amigo, que são “parteiros”, ajudam a trazer vida e não “coveiros” que enterram.

Após esse momento peça que um de cada vez descreva, com algumas palavras, quem é seu amigo oculto, sem mencionar o nome dele. Não será difícil depois desse momento de quebra-gelo e auto-reflexão. Deixe que se abracem e se expressem livremente neste natal. Então, após a lição peça que leiam João 13.34,35 e João 17.20-23, frisando que é sobre essa Igreja unida que o Senhor Jesus se refere quando diz que as portas do inferno não prevalecerão sobre ela (Mt 16.18).

Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis. Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros. (João 13.34,35)

Eu não rogo somente por estes, mas também por aqueles que, pela sua palavra, hão de crer em mim; para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu, em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um. 23 Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim e que tens amado a eles como me tens amado a mim. (Jo 17.20-23)

O Senhor lhe abençoe e capacite. Feliz Natal para você e sua turma! Boa aula.

Fonte: http://licoesbiblicas.com.br/index.php/2014-11-13-19-35-17/subsidios/juvenis-subsidios/1036-licao-49.html Acesso em 20 dez. 2017

Copyright © 2003 - 2021 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.