Juniores

Lição 7 - O Deus que cura

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO NO IPIRANGA - SEDE - SÃO PAULO/SP

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

SEGUNDO TRIMESTRE DE 2021

Juniores: Conhecendo mais sobre Deus

COMENTARISTA:SUSANA CIRQUEIRA

COMENTÁRIO: PROFª. JACIARA DA SILVA

LIÇÃO Nº 7 – O DEUS QUE CURA

Objetivo

Professor (a) ministre sua aula de forma que possa conduzir o aluno a compreender que Deus age dentro de sua plena e infalível sabedoria. Muitas vezes não compreendemos no momento, mas confiando veremos que foi a melhor forma de nos ajudar em todos os aspectos de nossa vida.

Memorizando

“É ele que perdoa todos os seus pecados e cura todas as suas doenças”.(Sl. 103.3 – NVI).

Davi louva a Deus em uma gratidão consciente e renovadora. “É Ele”, Deus que tudo faz. Não importa as dificuldades de nossa vida, sempre O temos com as mãos estendidas pronto a nos ajudar, seja nos dando saúde ou mesmo no perdoar-nos de todos os nossos pecados. Deus é sempre presente e atuante na vida de todos aqueles que se achegam a ELE.

Texto Bíblico: 2 Rs 5.1-19.

Subsidio Teológico

O episódio da enfermidade do general sírio, Naamã é mais uma forma de reafirmamos nossa fé em Deus que cuida de seus servos. Sírios (arameus) e israelitas mantinham uma paz instável, pois os sírios viviam fazendo incursões nos territórios de Israel, e quando vinham eram saques, mortos e pessoas levadas como escravos. Esse era o saldo que restava para os israelitas.

Mas de forma inesperada, é através de uma menina levada como escrava para a residência do general, que a providencia divina começa a atuar para engrandecimento do nome do Deus de Israel e restabelecimento da paz para seu povo.

Naamã, um general doente

Naamã possuía alta patente no exercito sírio. Sua pessoa era de elevada importância até mesmo para o rei da Síria. Mas apesar do status, dos bens, da fama de grande general, havia algo que o incomodava – a doença. Uma enfermidade terrível que o envergonhava – a lepra. Sua pele trazia um aspecto que lhe causava muito pesar, pois como general aclamado, era-lhe extremamente desconfortável que as pessoas vissem sua enfermidade.

A bondade de uma escrava

Em meio as suas conquista, Naamã em um dos ataques a Israel levou uma menina cativa e a colocou para trabalhar em sua residência. A menina (que a Bíblia não menciona seu nome), mesmo longe de seus pais, mantinha sua fé em Deus e guardava seus preceitos. Apesar de estar como escrava, não ficava se amargurando, trabalhava com alegria e zelo pelos donos da casa onde estava.

Certo dia ela viu sua senhora, esposa de Naamã, muito aflita devido a doença dele. Nesse momento, movida de compaixão e carinho disse a mulher: "Se o meu senhor procurasse o profeta que está em Samaria, ele o curaria da lepra".

Que coração limpo tinha essa menina. Como é bom servirmos a Deus com todo nosso ser. Quando assim fazemos há pureza, há bondade em nós, e a vontade de Deus é cumprida através de nossas palavras e ações.

Deus realmente ama a todas as pessoas, e com certeza amava também a Naamã. Sabia de sua tristeza e vergonha devido a sua enfermidade.

O general marcha para Israel

Ao ouvir de sua esposa que poderia ser curado em Israel, Naamã apressa-se em dizer ao rei. Naamã era tão estimado que o rei e seus soldados desejavam que ele ficasse bom. Assim o rei sírio escreveu uma carta ao rei de Israel, mandando que curasse Naamã.

Com a carta na mão, e cheio de esperança o general marcha na direção de Israel. Quando ele e seu exercito chegaram ao palácio do rei de Isarel, todos estavam com medo. Naamã disse que não veio guerrear, e entregou a carta. O rei de Israel ao ler ficou apavorado, pois na carta o rei da Siria dizia: "Junto com esta carta estou te enviando meu oficial Naamã, para que o cures da lepra".

O rei de Israel abalado e tremulo gritou: "Por acaso sou Deus, capaz de conceder vida ou morte? Por que este homem me envia alguém para que eu o cure da lepra? Vejam como ele procura um motivo para se desentender comigo!”

Mas Deus havia revelado tudo ao profeta Eliseu, que já havia enviado seu ajudante para buscar Naamã, o qual prontamente seguiu o rapaz para o local onde o profeta o aguardava. No caminho pensava que iria receber a mesma recepção do palácio israelita, mas ao chegar lá, Eliseu nem mesmo saiu para cumprimentá-lo, mandou dizer que ele fosse até o Rio Jordão e mergulhasse sete vezes em suas águas, que ficaria curado.

A humildade contribui para a cura

O fato de Eliseu não ir cumprimentá-lo, irritou muito a Naamã, que disse: "Eu estava certo de que ele sairia para receber-me, invocaria de pé o nome do Senhor seu Deus, colocaria a mão sobre o lugar afetado e me curaria da lepra. Não são os rios Abana e Farfar, em minha terra, melhores e mais limpos do que todas as águas de Israel? Será que não poderia lavar-me neles e ser purificado? Terei de ir a esse rio barrento?”

Ele já se preparava para ir embora, quando um de seus soldados disse: Senhor, o que custa fazer o que o profeta mandou!? Se fosse algo mais difícil o senhor não faria? Então, é apenas lavar-se no rio.

Naamã resolveu atender ao conselho de seu soldado. Humilde, começou a tirar seu uniforme mostrando seu corpo afetado pela doença, expondo as feridas em sua pele. E devagar começou a mergulhar, na sétima vez ao levantar-se do mergulho estava curado. Sua pele antes com feridas e manchas, agora estava limpa e macia como pele de bebezinho.

Aplicação da Lição

Enfatize aos seus alunos que Naamã foi curado por ter humildemente confiado na palavra que foi dita pelo profeta de Deus – Eliseu. Devemos confiar no amor de Deus por nós, e que ELE tudo pode fazer por nós. Mesmo como não entendemos as formas que ELE age, devemos manter a fé e com humildade seguir as diretrizes que ELE nos dá através de Sua Palavra e seus servos fieis.

Oficina criativa

Fantoches de Naamã

Material: papel cartão, copos de isopor, palitos de sorvete, papel seda azul, canetas hidrográficas/lápis de cor, cola, tesouras.

Fazer é fácil:

Desenhe bonecos de Naamã no papel cartão e pinte. Precisa ser de tamanho à caber no copo.

Cole o boneco no palito de sorvete.

Com a ponta da tesoura (com cuidado) faça uma fenda no fundo do copo, de forma que o palito com Naamã suba e desça como se estivesse mergulhando.

Corte pedaços de papel azul e cole por fora do copo, criando aspecto de rio.

Entregue um a cada criança presente, e peça que mostre como Naamã ficou curado, oriente-os para que levante e abaixe Naamã como mergulhando e subindo

Fontes Consultadas:

BÍBLIA. Português. Bíblia Shedd. Tradução João Ferreira de Almeida, Revista e Atualizada. São Paulo, Edições Vida Nova, 1ª Edição, 1889.

BÍBLIA. Português. Nova Versão Internacional. São Paulo, Editora Geográfica, 9ª Edição, 2001.

HARRIS, R. Laird; JR, Gleason L. Archer; WALTKE, Bruce K.Dicionário Internacional de Teologia do Antigo Testamento. São Paulo, Edições Vida Nova, 1ª Edição 1989, Reimpressão 2008.

ELWELL, Walter A. Enciclopédia Histórico-Teológica da Igreja Cristã. São Paulo, Reimpressão em 1 volume, 2009.

Colaboração para Portal Escola Dominical – Profª. Jaciara da Silva

Copyright © 2003 - 2021 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.