Jovens

Lição 13 - Deus provê o escape II

ASSEMBLEIA DE DEUS NO RIO GRANDE DO NORTE - IEADERN - Congregação Ebenézer - Pólo Setor 24

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

SEGUNDO TRIMESTRE DE 2022

Jovens: O PERIGO DAS TENTAÇÕES: As orientações da Palavra de Deus de como resistir e ter uma vida vitoriosa

COMENTARISTA: ALEXANDRE COELHO

COMENTÁRIO: PB. ANTONIO VITOR LIMA BORBA

LIÇÃO 13 - DEUS PROVÊ O ESCAPE

O Objetivo deste comentário é contribuir para o preparo de sua aula, e apresentar um subsídio a parte da revista, trazendo um conteúdo extra ao seu estudo. Que Deus nos ajude no decorrer desta maravilhosa lição.

O EXEMPLO DO POVO DE DEUS NO DESERTO

Os israelitas foram alvos da graça de Deus no Êxodo. Foram libertos da escravidão (1 Co 10.1), batizados (1 Co 10.2), divinamente sustentados no deserto e tiveram íntima comunhão com Cristo (1 Co 10.3,4). Mesmo assim, a despeito dessas bênçãos espirituais, deixaram de agradar a Deus e foram destruídos por Ele no deserto; perderam a sua eleição divina e, portanto, deixaram de alcançar a Terra Prometida.

O Antigo Testamento nos apresenta a jornada do povo judeu, que foi liberto do cativeiro egípcio com mão forte e experimentou a proteção e o cuidado divino no deserto, contudo, de maneira contínua buscavam o agrado dos ritos e costumes idólatras dos povos pagãos. Como consequência provaram do juízo divino, e aquela geração perversa e de difícil trato que saiu do Egito não pode gozar da bênção da terra prometida.

O terrível juízo divino sobre os israelitas desobedientes serve de exemplo e advertência aos que estão sob a Nova Aliança, para não cobiçarem as coisas más. Paulo adverte aos coríntios que se eles forem infiéis a Deus como Israel, eles também serão julgados e não entrarão na pátria celeste prometida […] assim como Deus não tolerou a idolatria, pecado e imoralidade de Israel, assim também Ele não tolerará o pecado dos crentes na Nova Aliança.

Olhando para o exemplo do povo judeu precisamos refletir sobre a nossa vida de maneira contínua. A idolatria nos cerca não apenas no ato de adorar a outros deuses, mas também em abandonar a verdadeira e única adoração a Deus para reverenciar pessoas ou coisas que nos cercam. Precisamos olhar para o que aconteceu com a geração do deserto e refletir como está o nosso proceder diante da caminhada cristã, a fim de não cedermos a tentação de nos distanciar de Deus por causa das ofertas que apresentam uma falsa sensação de prazer.

A história no Antigo Testamento não existe apenas para satisfazer nossa curiosidade sobre os tempos antigos. O Espírito Santo inspirou tal registro, porque haveria lições para as gerações futuras, incluindo os coríntios e nós. Deus foi fiel em abençoar e julgar o povo de Israel. Assim, eles tornaram-se exemplos para nos advertir e nos impedir de cometer os pecados que cometeram. Deus sabia que precisaríamos de aviso.

Quer continuar lendo? Para continuar lendo este artigo baixe os anexos nos links abaixo.Bons estudos.

COLABORAÇÃO PARA O PORTAL ESCOLA DOMINICAL - PB. ANTONIO VITOR LIMA BORBA

Copyright © 2003 - 2022 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.