Jovens

Lição 13 - A oração de Paulo em favor do seu espinho I

ASSEMBLEIA DE DEUS - TEMPLO CENTRAL/NATAL-RN

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2021

Jovens - Tema: ENSINA-NOS A ORAR: exemplos de pessoas e orações de marcaram as Escrituras

Comentarista: MARCOS TEDESCO

COMENTÁRIO: PROFª,. SULAMITA MACEDO

LIÇÃO 13 - A ORAÇÃO DE PAULO EM FAVOR DO SEU ESPINHO

Professoras e professores, observem estas orientações:

1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:

- Cumprimentem os alunos.

- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.

- Perguntem como passaram a semana.

- Escutem atentamente o que eles falam.

- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.

- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.

Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.

3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).

Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.

4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.

5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!

6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:

- Apresentem o título da lição, escrevendo no quadro: A oração de Paulo em favor do seu espinho.

- Trabalhem os pontos levantados na lição, sempre de forma participativa e contextualizada.

Vocês já sabem que a aula expositiva ou Preleção é um método que está centralizado na oralidade por parte do professor. Entretanto, esta unilateralidade da exposição não é boa, tendo em vista que somente o professor fala e os alunos escutam, escutam, escutam... tendem a se dispersar e a aprendizagem fica comprometida.

Por isso, recomendo que vocês, busquem a participação dos alunos nas aulas.

Para isso é importante que você apresente estratégias que estimule a participação dos alunos, valorize o conteúdo, reforce as aplicações e facilite a aprendizagem. Portanto, para não perder de vista o alvo da lição, use a criatividade, apresente domínio da matéria e observe se os alunos estão entendendo o assunto. Só assim você saberá adaptar as sugestões apresentadas aqui.

- Para concluir, apliquem a dinâmica “Espinho na carne”.

Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Espinho na carne

Objetivo: Concluir o estudo sobre o “espinho na carne” do apóstolo Paulo e a oração dele sobre esse problema.

Material:

Um espinho ou um alfinete ou uma agulha

Procedimento:

- Falem: Acabamos de estudar sobre o “espinho na carne”, que o apóstolo Paulo menciona em II Coríntios 12.07, como também a oração realizada por ele sobre esse problema.

- Apresentem um espinho ou um alfinete ou uma agulha.

- Perguntem:

Vocês já se furaram com um espinho ou outro objeto perfurante?

Peçam para que alguém relate o fato e enfatize a consequência dolorida e incômoda da perfuração ou até mesmo permanência temporária do espinho na carne. O aluno deve fazer o relato segurando o espinho.

- Falem: Acabamos de escutar o relato sobre um espinho físico, real.

- Perguntem: Mas, qual é o seu “espinho na carne”?

Agora é de forma figurada.

Sabemos que neste sentido, “espinho” pode representar algo que incomoda, que traz sofrimento, dor, aflição, dificuldade, problema.

- Perguntem novamente: Qual é o seu “espinho na carne”?

Orientem que não é necessário falar para o grupo. Salvo se algum aluno voluntariamente deseje compartilhar com os colegas.

- Organizem os alunos em círculo e façam uma oração apresentando a dificuldade que eles estão enfrentando.

Por Sulamita Macedo.

Fonte: http://atitudedeaprendiz.blogspot.com/2021/03/jovens-ensina-nos-orar-exemplosde_22.html Acesso em 22 mar. 2021

Copyright © 2003 - 2021 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.