Jovens e Adultos Betel

Lição 6 - Jovens e Adultos - Betel - Evidências internas da autenticidade da Bíblia I

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO MADUREIRA - SAMAMBAIA SUL/DF

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

QUARTO TRIMESTRE DE 2019

Jovens e Adultos - Betel - APOLOGÉTICA CRISTÃ: A importância da defesa da fé diante dos desafios da sociedade atual. .

COMENTARISTA: JOABES RODRIGUES DO ROSÁRIO

COMENTÁRIO: PROFª. JULIANA LOPES

LIÇÃO Nº 6 - EVIDÊNCIAS INTERNAS DA AUTENTICIDADE DA BÍBLIA

...

INTRODUÇÃO

Prova da evidência interna: Evidência interna é a que pode ser determinada olhando-se dentro das páginas dos próprios livros. Há duas espécies de evidências que se devem levar em conta no que diz respeito à inspiração da Bíblia: a evidência que brota da própria Bíblia (chamada evidência interna) e a que surge de fora da Bíblia (conhecida como evidência externa). A evidência interna da inspiração é, em grande parte, de natureza subjetiva. Relaciona-se àquilo que o crente vê ou sente em sua experiência pessoal com a Bíblia. Com a possível exceção da última evidencia mencionada, a saber, a unidade da Bíblia, a evidência interna está disponível apenas para os que se acham dentro do cristianismo. O incrédulo não ouve a voz de Deus, tampouco sente o testemunho do Espírito de Deus e jamais sente o poder edificador das Escrituras em sua vida. Se o incrédulo não penetrar pela fé no interior do cristianismo, essa evidência pouco ou nenhum valor e persuasão terá em sua vida.

1. JESUS E O ANTIGO TESTAMENTO

Antes de analisarmos, devemos entender que as reivindicações do documento que está sendo analisado devem ser ouvidas e não presumir fraude ou erro, a não ser que o autor se desqualifique por contradições ou deturpação conhecida dos fatos.

Historiadores ressaltam que a capacidade de dizer a verdade ajuda no esforço de determinar a credibilidade, ou seja, a capacidade de falar a verdade está intimamente ligada a proximidade da testemunha aos eventos relatados tanto geograficamente quanto cronologicamente. Vemos em vários locais na Bíblia a preocupação dos autores em reportarem os fatos com a devida pureza (conferir Lucas 1:1-4; 2 Pedro 1:16; 1 João 1:3; João 19:35; Atos 1:3; Atos 4:20 dentre outros). Ao examinar os relatos dessas testemunhas oculares percebemos que a proximidade dos escritos com os acontecimentos oferece uma certificação extremamente efetiva. Suas memórias ainda estão bem vivas. Devido a proximidade dos fatos, as pessoas que foram testemunhas oculares poderiam facilmente desmentir qualquer acontecimento que não tivesse supostamente ocorrido. E os apóstolos confrontam várias vezes os opositores que foram testemunhas oculares (conferir Atos 2:22; Atos 26:24-26). Além disso, estudiosos dizem que na época em que os evangelhos foram escritos, havia testemunhas oculares cujo testemunho não poderia ser completamente descartado... isso quer dizer que os evangelhos têm de ser considerados como relatos altamente confiável da vida, morte e ressurreição de Cristo.

Quer continuar lendo? Para continuar lendo este artigo baixe os anexos nos links abaixo.Bons estudos.

http://www.ebd316.com.br/2019/11/evidencias-internas-da-autenticidade-da.htmlAcesso em 08 nov. 2019

Copyright © 2003 - 2019 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.