Adultos

Lição 8 - As causas da desunião devem ser eliminadas III

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO BELÉM - SETOR 31 (ERMELINO MATARAZZO,SÃO PAULO/SP)

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

TERCEIRO TRIMESTRE DE 2020

Adultos - OS PRINCÍPIOS DIVINOS EM TEMPOS DE CRISE: a reconstrução de Jerusalém e o avivamento espiritual como exemplos para os nossos dias

COMENTARISTA: EURICO BÉRGSTEN

COMENTÁRIO: EV. MARCOS JACOB DE MEDEIROS

LIÇÃO Nº 8 – AS CAUSAS DA DESUNIÃO DEVEM SER ELIMINADAS

Texto: Neemias 5.1,6-12

Introdução: A união é uma força indispensável para a Igreja. É um testemunho diante do mundo e um estímulo para o crescimento da obra de Deus.

I - A UNIÃO CARACTERIZAVA OS JUDEUS LIBERTOS DO CATIVEIRO

1. Qual era a base desta união?

1.1. Todos eram do mesmo povo e confessavam a sua fé no único Deus verdadeiro (Dt 6.4)

a. O altar havia sido renovado (Ne 10.34)

b. O templo havia sido levantado

c. O culto a Deus havia sido restaurado

1.2. Todos haviam experimentado o despertamento que se havia iniciado pelo rei Ciro (Ed 5.13)

1.3. Todos haviam cooperado ativamente para a restauração da cidade de Jerusalém

2. Esta união entre os judeus simboliza a união que deve haver na Igreja de Deus (Gl 6.16)

2.1. Na Igreja todos experimentaram o novo nascimento (Jo 3.5)

2.2. Todos amam Jesus (Jo 21.15)

2.3. Todos são aproximados uns dos outros. Somos família de Deus (Ef 2.12-19)

2.4. Não há nacionalidade, todos são um em Cristo (Gl 3.28)

a. O Espírito Santo opera nessa união (At 4.32)

2.5 Bênçãos decorrentes dessa união:

a. Os crentes sentem apoio espiritual para sua vida (Sl 133.1)

b. Levamos as cargas uns dos outros (Gl 6.2)

c. A união nos faz fortes (1Pe 2.4,5)

3. Esta união é uma verdadeira força

3.1. Por causa dessa união os judeus construíram o Templo e os muros da cidade

3.2. Esta união nos torna um em Cristo (Jo 17.22)

3.3. A nossa união não deve se quebrar (Ec 4.12)

II – A UNIÃO ENTRE OS JUDEUS ESTAVA AMEAÇADA

1. Qual era a ameaça?

1.1. A vida financeira do povo

a. Os ricos emprestavam e cobravam juros altos com usura (Ne 5.1-5)

b. Neemias soube do assunto e se indignou (Ne 5.6)

2. Como se explica essa grande injustiça?

2.1. Era uma expressão de falta de amor dos mais ricos para com os mais pobres

2.2. O que a bíblia nos ensina:

a. Devemos considerar os outros maiores (Fp 2.3)

b. Devemos suportar uns aos outros (Ef 4.2)

c. A usura era condenada na Lei (Lv 22.36; Êx 22.25)

2.3 A atitude dos ricos era uma expressão de dureza contra seus irmãos (Ne 5.1)

a. A opressão faz endurecer até os sábios (Ec 7.7)

III – NEEMIAS SOLUCIONOU O PROBLEMA

1. Neemias convocou um grande ajuntamento (Ne 5.8)

a. As reuniões servem para colocar os problemas em pauta (At 15.2)

2. Neemias fez uma proposta conciliadora (Ne 5.10,11)

a. Nas reuniões devemos buscar a conciliação entre as partes (At 15.28,29)

3. A proposta de Neemias foi acatada (Ne 5.12)

a. Um ato simbólico de Neemias confirmou aquele juramento solene (Ne 5.13)

IV – A PAZ VOLTOU A REINAR ENTRE OS JUDEUS

1. Surgindo um problema entre os irmãos, deve ser tratado com muita diligência

1.1. A negligência ao assunto trará uma contaminação grave

1.2. O ministro deve enfrentar o problema com humildade, imparcialidade e com sabedoria de Deus.

1.3. Deus quer abençoar seus servos e confirmar as obras de suas mãos (Sl 90.17)

2. Problemas relacionais devem ser tratados carinhosamente (Mt 5.9)<

2.1. A desunião representa uma obra da carne (Gl 4.19,20)

a. Isso entristece o Espírito Santo (Ef 4.30)

2.2. A desunião destrói a comunhão e o amor entre irmãos

a. Devemos andar em amor (Ef 5.2)

b. Devemos amar o nosso irmão (1Jo 4.21)

2.3. Devemos cultivar nosso testemunho diante do mundo

a. A união entre os crentes e o selo da paz na Igreja (Jo 17.4)

Conclusão: Quando andamos unidos a nossa força é maior, o nosso testemunho diante do mundo é admirado e Deus é glorificado.

COLABORAÇÃO PARA O PORTAL ESCOLA DOMINICAL - EV. MARCOS JACOB DE MEDEIROS

Copyright © 2003 - 2021 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.