Adultos

Lição 4 - Os atributos do ser humano III

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO BELÉM - SETOR 31 (ERMELINO MATARAZZO,SÃO PAULO/SP)

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

QUARTO TRIMESTRE DE 2019

Adultos - A RAÇA HUMANA: Origem, queda e redenção

COMENTARISTA: CLAUDIONOR CORREA DE ANDRADE

COMENTÁRIO: EV. MARCOS JACOB DE MEDEIROS

LIÇÃO Nº 4 – OS ATRIBUTOS DO SER HUMANO

Texto: Romanos 12.1-10

Introdução: Criado à imagem de Deus, o homem é um ser espiritual, racional, livre e criativo; sua missão primordial é glorificar o Criador e Mantenedor de todas as coisas.

I - A ESPIRITUALIDADE HUMANA

1. A origem divina de nosso espírito.

1.1. Deus formou o homem e soprou-lhe nas narinas o fôlego de vida (Gn 2.7)

. O homem passou a ser alma vivente

2. O anseio natural do espírito humano.

2.1. O espírito humano anseia pelo Pai Celeste (At 17.21,22)

2.2. A nossa alma suspira por Deus (Sl 42.1)

2.3. O pecado sufoca esse anseio pela presença do Pai Celeste

3. A revivificação do espirito humano.

3.1. Através de Cristo (Ef 2.1; Cl 2.13)

3.2. Jesus é a ressurreição e a vida (Jo 11.25)

II - A RACIONALIDADE HUMANA

1. Deus é um ser racional.

1.1. Deus desafia o homem acerca do verdadeiro caminho (Is 1.18-20)

2. A harmonia entre racionalidade e espiritualidade.

2.1. O Espírito Santo nos desenvolve a inteligência espiritual (Cl 1.9)

2.2. Há uma harmonia entre a razão e a espiritualidade. Deus não é de confusão (1Co 14.33)

3. O culto racional agrada a Deus.

3.1. Visto que Deus é um ser racional, devemos cultuá-lo racionalmente (Rm 12.1).

. Nossa adoração a Deus deve ser entendida (Êx 12.26; 1Pe 3.15)

. Se não for entendida não tem valor (Jo 4.22)

3.2. O culto cristão é o mais racional de todos, apesar de parecer, para os incrédulos, escândalo e loucura (1 Co 1.18,24).

Ill - A SOCIABILIDADE HUMANA

1. A solidão é nociva ao ser humano.

1.1. No período da criação, a única coisa que Deus afirmou não ser boa foi a solidão (Gn 2.18)

. Por isto, Deus fez a mulher (Gn 2.21-25)

2. A família é a origem da sociedade humana.

2.1. A família tem um papel fundamental da família na sociedade e no Estado (Sl 127 e 128)

3. A Igreja de Cristo, a sociedade perfeita.

3.1. A igreja é perfeita, formamos um único corpo (1Co 12.13)

3.2. Esta união é o grande mistério de Deus (Ef 3.1-12)

IV – A LIBERDADE HUMANA

1. O livre-arbítrio.

1.1. O livre-arbítrio pode ser definido como a capacidade humana de tomar livremente uma decisão (Gn 13.9; Js 24.15; Hb 4.7)

2. O ato de decidir.

2.1. Segundo a Bíblia, o ato de decidir entre o bem e o mal, entre Deus e os ídolos e entre aceitar Jesus e recusá-lo, é um direito que o Todo-Poderoso nos concedeu (Gn 2.9; 1 Rs 18.21; Mc 16.15,16).

3. A soberania divina.

3.1. Todos seremos responsabilizados por nossas escolhas (Ec 11.9; Rm 14.12)

3.2. O livre-arbítrio humano e a soberania divina não são excludentes; são perfeitamente harmônicos.

V - A CRIATIVIDADE HUMANA E O TRABALHO

1. A dignidade do trabalho.

1.1. Deus criou o homem para trabalhar a terra. (Gn 1.26; 2.15)

. O trabalho não é castigo, mas, bênção a todos os homens

1.2. A queda apenas tornou as atividades laborais mais árduas e estressantes (Gn 3.17-19).

2. A criatividade humana.

2.1. Revelada através do desenvolvimento de várias técnicas (Gn 4.2,320-21)

. Na terceira geração, já dominavam a agricultura, a pecuária, a metalurgia e a arte musical.

2.2. A Torre de Babel revela a sabedoria daquele povo (Gn 11.6)

. Não tinham restrições.

CONCLUSÃO: Apesar da queda, a humanidade vem evoluindo continuamente. Mas, em termos espirituais, o homem regride rumo ao abismo. Somente o Evangelho de Cristo é capaz de restaurar-nos plenamente.

COLABORAÇÃO PARA O PORTAL ESCOLA DOMINICAL - EV. MARCOS JACOB DE MEDEIROS

Copyright © 2003 - 2020 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.