Adultos

Lição 6 - As cortinas do tabernáculo III

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO BELÉM - SETOR 31 - ERMELINO MATARAZZO - SÃO PAULO/SP

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

SEGUNDO TRIMESTRE DE 2019

Adultos - O TABERNÁCULO: Símbolos da obra redentora de Cristo

COMENTARISTA: ELIENAI CABRAL

COMENTÁRIO: EV. MARCOS JACOB DE MEDEIROS

LIÇÃO 6 - AS CORTINAS DO TABERNÁCULO

Texto: Êxodo 26.1-14

Introdução: Comparando as coisas simples do Tabernáculo com as celestiais, aprendemos as verdades que nos levam ao crescimento espiritual

I – AS COBERTAS E AS CORTINAS DO TABERNÁCULO

1. A coberta exterior

1.1. Era feita de peles de animais marinhos (texugos ou golfinhos)

. Era um material rústico

. Resistia às dificuldades do deserto

1.2. A estrutura na qual repousava a coberta era de madeira de acácia e revestida com ouro (Êx 26.18-30)

. Símbolo da humanidade de Jesus Cristo (Jo 1.14; Is 53.2)

2. As cortinas internas

2.1. As cortinas internas

. Por baixo da coberta exterior havia uma coberta de peles de carneiro tingidas de vermelho (v.14)

. Por debaixo das peles de carneiro, havia outras cortinas feitas de peles de cabras brancas, sem ser tingidas (26.7-13).

. Por último, havia uma quarta cortina que podia ser vista somente do lado de dentro do Tabernáculo.

. Era uma cortina feita de linho branco e fino com bordados das figuras de querubins (26.1-6).

2.2. O que nos revela a cortina?

. A visão dessa cortina lembrava o céu de glória (Jo 14.1-3).

. A coberta tingida de vermelho aponta para Cristo e seu sacrifício na cruz, pois o vermelho é o símbolo do sangue de Cristo para a remissão do pecado;

. As cortinas feitas de peles de cabras brancas, sem serem tingidas, revela uma ideia de pureza e justiça do nosso Salvador (2 Co 5.21; Fp 3.9);

. A última cortina revela a natureza dos seres angelicais que servem junto ao Trono de Deus.

2.3. Assim, o Tabernáculo tipificava a morada de Deus e as características redentoras e salvíficas expressas na obra expiatória de Jesus Cristo (Sl 32.1,2; Rm 4.6-8).

II – O CORTINADO DO PÁTIO DO TABERNÁCULO

1. A simbologia descritiva das cortinas do Tabernáculo

1.1. A descrição de detalhes tem o propósito de nos ensinar as verdades espirituais

. Madeiras, metais, tecidos e tintas especiais

1.2. Essas descrições falam, tipologicamente, acerca de Cristo e sua obra

2. O significado de separação

2.1. O ambiente entre a cerca e o Tabernáculo era o Pátio

2.2. O cortinado branco torcido tinha como objetivo fazer separação dos pecadores

. Era a separação entre o santo e o profano (Êx 38.9-13)

. O cortinado branco simboliza a pureza de Deus num mundo de impureza

. É o símbolo da santidade e pureza de Jesus (Jo 8.46)

2.3. Na Nova Aliança, a igreja não se fecha dentro de uma cerca, mas, está pronta para receber qualquer pecador que quer receber a Cristo.

3. O significado de santidade

3.1. Santidade é a separação absoluta do pecado e dedicação exclusiva a Deus.

3.2. Ser santo é viver na contramão do mundo (1Jo 2.15)

III – AS CORES DAS CORTINAS DO TABERNÁCULO

1. O significado especial das cores

1.2. Essas cores estavam na porta de entrada do pátio

1.3. Essas cores representam

. A obra de Cristo que envolve a remissão do passado, do presente e do futuro

. É a obra completa da salvação

2. A cor azul celeste (Êx 27.16)

2.1. É uma cor que remete ao céu e indica a origem celestial de Cristo e sua divindade

0

. Ele veio do céu, mas, se fez homem na Terra (Jo 1.14)

. Depois da sua ressurreição, Jesus volta ao céu (Jo 17.5 , cf Fp 2.5-11; Ef 1.20-23)

2.2. Através do Espírito Santo, Jesus edifica e zela pela Igreja (Hb 12.24; Jo 17.9,20; Rm 8.34; 1Ts 4.16,17)

3. A cor púrpura (Êx 27.16)

3.1. A cor púrpura era um tecido roxo obtido de moluscos que estão no fundo dos mares

. Remete a ideia de realeza e aponta para o futuro

3.2. Em relação a Cristo

. Revela a realeza e a divindade de Jesus (Ef 1.20,21)

. Sua manifestação triunfal para implantar o Reino Milenial (Sl 110; Is 9.6; Lc 1.32)

4. A cor escarlate (carmesim) (Êx 27.16)

4.1. O carmesim é uma cor de sangue, vermelho vivo

. Revela o sacrifício de Cristo

. Revela a glória vindoura do reinado do ‘Rei dos reis e Senhor dos senhores’ (Zc 14.9; 1Tm 6.14,15; Ap 19.11-16)

5. A cor branca do linho torcido

5.1. O linho torcido simboliza

. A humanidade de Cristo e seu sofrimento por nós.

. A morte de Cristo tornou-se o fundamento da justiça em nosso favor (1Pe 1.18,19; Ap 1.5)

5.2. A cor branca simboliza a santidade de Cristo

Conclusão: Entremos com confiança na Presença de Deus (Hb 4.16)

COLABORAÇÃO PARA O PORTAL ESCOLA DOMINICAL - EV.MARCOS JACOB DE MEDEIROS

Copyright © 2003 - 2019 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.