Adultos

Lição 3 - Entrando no tabernáculo: o pátio III

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO BELÉM - SETOR 31 - ERMELINO MATARAZZO - SÃO PAULO/SP

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

SEGUNDO TRIMESTRE DE 2019

Adultos - O TABERNÁCULO: Símbolos da obra redentora de Cristo

COMENTARISTA: ELIENAI CABRAL

COMENTÁRIO: EV. MARCOS JACOB DE MEDEIROS

LIÇÃO 3 - ENTRANDO NO TABERNÁCULO: O PÁTIO

Texto: Êxodo 27.9-19

Introdução: Para entrar à presença de Deus, no Lugar Santíssimo, o pecador deve passar por uma única porta: Jesus

I – O PÁTIO ENTRE AS TRIBOS DE ISRAEL

1. As montagens provisórias do Tabernáculo.

1.1. A construção do Tabernáculo

. Teve como primeira etapa a montagem da estrutura do Tabernáculo no Sinai

. A data da primeira etapa (Êx 40.2,17)

. Quatorze dias antes da celebração da Páscoa

1.2. A ordem de Moisés

. Do Sinai até Canaã passaram-se muitos anos

. Moisés orientou um lugar fixo para o Tabernáculo

1.3. As mudanças de locais para erguer o Tabernáculo

. Foi montada em Gilgal (Js 4.19; 5.10; 9.6; 10.6,43)

. Foi montada em Siló, no território de Efraim (Js 18.1)

. Nos períodos de Saul e Davi

. Ficava alojada em lugares diversos

. Não tinha localização fixa

. No reinado de Salomão, o Tabernáculo deu lugar ao Templo de Jerusalém (1Rs 8.10,11)

2. A posição do Pátio do Tabernáculo.

2.1. O propósito divino ao construir o Tabernáculo

. Era habitar no meio do povo (Êx 25.8)

2.2. Deus no meio do Seu povo

. A localização geográfica do Tabernáculo, o centro do acampamento e de frente para o Oriente, isto é, voltado para o levante do Sol, revela exatamente a vontade de Deus em habitar no coração do povo de Israel

2.3. O Pátio do Tabernáculo ficava no centro de todas as tribos de Israel

. Símbolo de que Deus estava no meio do seu povo (Is 8.14)

3. A posição do Exército de Israel em torno do Tabernáculo.

3.1. A posição do Exército de Israel em torno do Tabernáculo

1) De frente para a porta principal de acesso ao Tabernáculo. Os exércitos de Judá, Issacar e Zebulom estavam posicionados na porta principal do Pátio do Santuário. Juntos, esses exércitos somavam 186.400 homens (Nm 2.3-9);

2) Aos fundos, do Oeste para o Ocidente. Na retaguarda do Pátio do Tabernáculo estavam as tropas de Efraim, Manassés e Benjamim que, juntas, somavam 108.100 homens (Nm 2.18-23);

3) Ao Norte. Na lateral do Tabernáculo, encontravam-se as hostes de Naftali, Dã e Aser. Juntas, somavam 157.600 homens (Nm 2.25-30);

4) Ao Sul. Na outra lateral do Tabernáculo, estabeleceram-se os exércitos de Ruben, Simeão e Gade. Ambos somavam 151.450 homens (Nm 2.12-19). Ao todo eram 603.550 homens acima de vinte anos de idade que estavam entorno do Pátio do Tabernáculo.

II – A CONSTRUÇÃO DA CERCA DO PÁTIO

1. O cortinado de linho branco da cerca do Pátio. .

1.1. Uma cerca de 45 metros de comprimento com aproximadamente 22,5 centímetros de largura separava o Tabernáculo das Tribos ao redor.

1.2. As sessenta colunas de bronze, sobre as quais havia um cortinado de linho branco torcido de aproximadamente 2,25 metros de altura, sustentavam a cerca do Pátio.

1.3. Desta maneira, não se podia ver o que se passava no interior do pátio, senão a cobertura do Tabernáculo.

2. Colunas, cortinas e varais do Pátio (Êx 27.10-12).

2.1. As colunas de bronze

. Feitas de madeira de acácia

. ficavam presas na parte interior da cortina por bases ou placas de bronze colocadas sobre o solo

2.2. As cortinas

. As cortinas eram costuradas uma a outra até formarem uma tela bem firme.

2.3. Os varais

. Encaixavam-se às colunas e ao cortinado da cerca

. Tudo era metricamente encaixado

2.4. A simbologia das colunas, cortinas e os varais

. Segurança, estabilidade e comunhão na vida cristã produzidas pela obra expiatória de Cristo

. Segurança da salvação (Rm 8.33-39)

. Estamos seguros em Cristo (Jo 10.28-30)

. As promessas nos dão estabilidade em Cristo (Rm 14.14; Cl 3.3)

. Através da salvação temos comunhão na vida cristã (1Co 12.12,13; Ef 2.12,16)

3. A cerca de linho: a santidade e a justiça de Deus.

3.1. A parte reservada na esfera interna do Pátio, separada pelo “linho branco torcido”, revelava a santidade de Deus

. Ali, os sacerdotes ministravam os cerimoniais de sacrifícios pelos pecados do povo

3.2. Revelava que o pecador não tinha acesso ao Deus Santo, senão por meio do sacerdote

. Deus é Santo e Justo. O homem carece de santidade e de justiça

3.3. Em Cristo, o pecador é justificado e santificado para a salvação

III - A PORTA DO PÁTIO

1. A Porta do Pátio: uma tipificação do único caminho (Êx 27.16).

1.1. Para entrar no Pátio do Tabernáculo havia apenas um Porta

. Dava acesso ao local sagrado, onde Deus habitava

1.2. Cristo é a verdadeira Porta de acesso para todos os pecadores (Jo 10.9)

. Ele é o único caminho de acesso para o Pai (Jo 14.6)

. Essa porta é o único meio de acesso a Deus (At 4.12; Ef 2.18)

2. As quatro colunas e suas bases: uma tipificação do Evangelho (Êx 27.16).

2.2. Bases e colunas sustentavam a porta principal do Pátio

. Nos faz relembrar os quatro Evangelhos

. Nos evangelhos aprendemos a revelação acerca de Cristo

. O crente precisa ler os Evangelhos para ter uma base sólida

3. As cores da cortina de entrada: diversos tipos (Êx 27.16).

3.1. Azul, púrpura, carmesim e branco

3.2. Revelam aspectos importantes da fé

. Azul, lembra o céu

. Púrpura, ideia de realeza

. Carmesim, ideia de humilhação e sofrimento

. Branco, ideia de justiça, perfeição (Rm 5.18)

3.3. Todas a cores relembram Jesus

. Ele veio e foi para o céu, Ele é o Rei dos reis e Senhor dos senhores, Ele é justo e perfeito, e foi humilhado e moído pelos nossos pecados (Is 42.1; Fp 2.5-9).

CONCLUSÃO: Estejamos conscientes de que Jesus Cristo se revelou ao seu povo como o único caminho para o pecador alcançar a salvação. Ele é o único caminho que conduz ao Céu!

COLABORAÇÃO PARA O PORTAL ESCOLA DOMINICAL - EV. MARCOS JACOB DE MEDEIROS

Copyright © 2003 - 2019 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.