Reflexões

Atos 2 e a Carta Magna da Igreja

NEY GOMES*

ATOS 2 E A CARTA MAGNA DA IGREJA.

“E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza [sinceridade] de coração”. (Atos 2. 46 - ACF)

“Constituição” é um conjunto de leis que regem um país, um governo, um estado, um seguimento. Ela também suporta ser chamada de “mãe das leis, lei das leis ou lei suprema”. Em muitas culturas ela é também chamada de “Magna Carta”.

Ora, a igreja, também chamada de “povo do céu”, tem a sua constituição promulgadapelo próprio Espírito de Jesus Cristo (Santo) no dia de sua inauguração. Diferente da Constituição Brasileira, com seus 250 artigos e 80 emendas e dos EUA com 7 artigos e 27 emendas, a Constituição da IGREJA de Jesus possuí apenas 2 artigos e de natureza pétrea, sem possibilidade de mudanças ou emendas, em tempo algum. O Espírito Santo, ao formalizar a igreja, instituiu dois dispositivos de leis imutáveis, por isso, pétreo. E são eles:

Art 1º. O DIREITO DE VIVER A ALEGRIA DA SALVAÇÃO– Em todo tempo, por todos os séculos [até a volta de Jesus] o cristão tem o direito, sem que NINGUÉM possa lhe impedir, de viver a plenitude de sua felicidade. Pois cada um sabe de que pecado foi tirado, de cadeia saiu e de quantas correntes foi liberto. A “alegria” deve ser promovida por todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação. Dispositivo semelhante você encontra no Art. 3º. Da CRFB1988. Paulo, Apóstolo constituinte diz em Filipenses 4. 4 que o Cristão deve viver plenamente a sua alegria. É o seu direito inalienável, garantido pelo Espírito Santo como fruto de Sua obra em nós! Portanto, impedir ou restringir a alegria de um crente é pecado gravíssimo contra o Reino de Deus (ver Rm 14. 17)

https://2.bp.blogspot.com/-0KJoLa0sqgU/W6RqxAMtToI/AAAAAAAADYA/8JZUITyF0eQfuWlOP8T746Tj7UCFKNtywCPcBGAYYCw/s320/Jesus%2Bmorreu%2BPOR.png

Art 2º. O DEVER DE SEMPRE SER SINCERO – Se a alegria é um direito inalienável, ser sincero é um DEVER inegociável! A verdade DEVE ser cobrada da vida de todos os seus integrantes. É inadmissível diante de Deus e dos homens que qualquer cristão viva vinculado a mentira e a hipocrisia. Mentira é a ausência de verdade nas palavras. Hipocrisia é a ausência de verdade na vida! TODOS os crentes em Cristo se encontram habilitados pelo Espírito Santo para exigir verdade de vida em seus pares (Ef 4. 25). A mentira é do diabo e nenhum cidadão do céu deve viver em seu lugar de origem sob constituição alheia. Com apenas 2 dispositivos sociais, um de direito e outro de dever, cabe aqui, literalmente o que reza o Art. 5º. De nossa constituição: “homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição” (CRFB1988).

Com esses dois artigos o Espírito Santo vem garantindo o sucesso da igreja por mais de vinte séculos. Não é o excesso de nada que cria segurança, mas o cumprir, o observar, o viver. Paulo vai dizer em Romanos 7que quanto mais lei, mais transgressão. E João, outro Apóstolo parlamentar vai dizer que seus “mandamentos” não são pesados (I Jo 5. 3). O sucesso do cristianismo está na lei da vida e essa LEI nunca foi tão fácil, como o é em Jesus!

"Se trabalhamos e lutamos é porque temos colocado a nossa esperança no Deus vivo." 1 Timóteo 4.10

*Pastor auxiliar do Centro Evangelístico Internacional em Casemiro de Abreu/RJ

Adquira o livro do Pr. Ney Gomes - Êxito sobre os desertos - link: http://www.editorareflexao.com.br/exito-sobre-os-desertos/p/668

Copyright © 2003 - 2019 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.