Lição 12 - Maternal - Papai do céu recebe a minha oferta

Imprimir

CASA PUBLICADORA DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2021

Maternal - Vamos confiar?

COMENTARISTA: LUCIANA GABY

COMENTÁRIO: PROF.ª TELMA BUENO

LIÇÃO Nº 12 – PAPAI DO CÉU RECEBE A MINHA OFERTA

Objetivo da lição: Que a criança compreenda que o Papai do Céu aceita a oferta que é dada de boa vontade.

Para guardar no coração: “[...] Deus ama quem dá com alegria [...].” (2 Co 9.7)

É hora de preparar-se

A lição da oferta da viúva é clara: Deus, que não usa as nossas medidas nem para valores humanos, muito menos para os espirituais, não avalia o montante da nossa contribuição, mas a intenção com que o fazemos. Para Deus, o que conta numa oferta é a sinceridade, o sacrifício, a fé e o amor que a acompanham. E seria tão falho achar que só a oferta pequena envolve estas coisas, quanto o seria considerar que apenas a de grande volume traz em si tais sentimentos. Não se pode negar que a oferta da viúva envolvia grande sacrifício, mas, e se ela a tivesse entregado apenas por mero dever, e murmurando no íntimo? Não teria merecido o elogio do Senhor. Nenhuma oferta – pequena ou grande, advinda do pobre ou do rico – terá valor para Deus se for feita por obrigação, ou visando algum reconhecimento terreno.

Este princípio aplica-se não apenas a donativos materiais, mas a tudo o que oferecemos a Deus, seja tempo, talentos ou serviço. Notemos que a mulher possuía duas moedas, e poderia ter retido uma para si. Mas entregou ambas, embora fossem as últimas que possuísse. Temos dado tudo de nós a Deus, ou temos nos poupado, recusando-nos a gastarmo-nos em seu serviço? Sigamos o exemplo do apóstolo Paulo que, pela salvação dos crentes de Corinto, afirmou: ‘De muito boa vontade, gastarei e me deixarei gastar’” (2 Co 12.15) (Marta Doreto).

Perfil da criança do maternal

“Além de bastante emotiva, a criança desta idade é sensível às emoções das outras pessoas com quem se relaciona. Tanto, que acaba copiando medos, gostos, preferências, etc. Professores e pais devem ter o cuidado de não influenciá-las para o mal; antes, devem procurar exercer boas influências e, com o seu exemplo, conduzir aos bons hábitos” (Marta Doreto).

Oficina de ideias

“Distribua folhas de papel, giz de cera e algumas moedas de tamanhos diferentes (que depois serão recolhidas de volta). Mostre aos alunos como pôr o papel sobre a moeda, e esfregar nele o giz de cera deitado, fazendo aparecer o desenho da moeda. Chame-lhes a atenção para a diferença entre as duas faces da moeda, e mande que imprimam ambas no papel. Converse sobre os diferentes valores das moedas. Pergunte, por exemplo, o que eles conseguem comprar com uma moeda de um real, com uma de cinqüenta centavos, de vinte e cinco, de dez, etc. Nem todas as crianças do maternal estão familiarizadas com o valor monetário, mas algumas já costumam comprar balas e doces, e já possuem alguma noção. Encaminhe a conversa para a oferta da viúva, perguntando: O que você acha que dava para comprar com a oferta da viúva? E a oferta do homem rico? A oferta da viúva foi pequena ou grande? Por que Jesus disse que a moedinha da viúva valia mais que as ofertas dos outros? Reforce a ideia de que o valor, para Deus, não está na quantidade, mas no sentimento com que ofertamos. A oferta da viúva era pequena, mas ela deu tudo o que tinha, porque amava ao Papai do Céu e confiava que Ele não lhe deixaria faltar nada” (Marta Doreto).

Até logo

Depois de repetir o versículo e o cântico do dia, encerre a aula com uma oração. Prepare as crianças para a saída. Quando os pais ou responsáveis forem buscar as crianças, recomende que, em casa, leiam a história bíblica de hoje para o(a) filho(a). Sugira que utilizem uma bíblia infantil. O texto bíblico da lição se encontra em Marcos 12.41-44.

Deus abençoe a sua aula e os seus alunos!

Fonte: http://www.escoladominical.com.br/home/licoes-biblicas/subsidios/maternal/1273-li%C3%A7%C3%A3o-12-papai-do-c%C3%A9u-recebe-a-minha-oferta.html Acesso em 21 dez. 2018