Reflexões

Mais uvas, menos parra

NEY GOMES*

MAIS UVAS; MENOS PARRA!

“Porque ele te livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa”

(Salmo 91. 3 – ACF).

Não entender o valor que tem as mudanças e a necessidade de promovê-las para si mesmo, é o mesmo que dar a uma galinha a responsabilidade de fazer um grande voo. A exigência mais poderosa do séc. 21 é o SER. O mais poderoso ser, que se exige, é o ser inteligente. Ser inteligente é entender a necessidade de tirar vantagem de coisas ruins, às vezes, o tempo todo e em todo lugar (Ec 10. 10).

‘Tempo todo’ é também uma palavra que define a maldade desse mundo, nas palavras de Jesus e de Seus apóstolos (Jo 16. 33). Milagre é como chamamos o tempo em que Deus faz coisas que não nos exigem a necessidade de sermos inteligentes. Daniel, homem inteligentíssimo, ao ser jogado na cova dos leões viu Deus resolver não o problema da fome, mas dos esfomeados (6. 22). Com seus amigos, na fornalha ardente, resolveu o problema não do incêndio, mas dos incendiadores (3. 26).

Mas, como José não foi assim. E com muitos outros também não o foram! E é provável, que com você, também não o seja! Não foi assim como Davi diante de Golias, de quem é dito, ‘segundo o coração de Deus’. Por isso, na grande maioria das vezes, precisaremos ser inteligentes e tirar vantagem das dificuldades e dos opositores. Isso é tão importante, que na constituição da nação de Israel, Moisés deixou isso evidenciado em uma canção: “Porque ele te livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa”. Um machado se afia na pedra. O inimigo perto, por vezes, é melhor que o amigo. Ver a utilidade das pessoas difíceis é uma coisa que logo precisamos entender para ter paz de espírito (Mt 26. 50). Jesus, nosso sumo modelo de inteligência, viu a maldade dos homens e a real necessidade de diante disso, se afirmar como o salvador. No que padeceu para isso, alcançou êxito completo. Recebendo do Pai maior nome que qualquer outro já antes dele (Hb 5. 8, 9/Fil 2. 8, 9).

Ao nos livrar do problema e não do problematizador, Deus, espera que a gente cresça com a ação daqueles que só pensam em nos causar dificuldades. No cântico de Moisés a ação de Deus é contra o laço, não contra o laçador. Contra a praga, não contra o praguejador (uma figura de Balaão). E por que Ele faz isso? Ora, por que Deus adora apostar na inteligência de sua mais perfeita criação. A pessoa inteligente sabe que qualquer um tem certo valor. E que Deus acha utilidade para tudo e todos: “O SENHOR fez todas as coisas para atender aos seus próprios desígnios, até o ímpio para o dia do mal” (Pv 16. 4/Rm 8. 28). O Leão tem mais utilidade para a gazela, do que o mato que ela come e não lhe faz mal. Se as pessoas insistem em se nos apresentar como facas, devemos entender que é pelo cabo que precisaremos lidar com elas e não pela lâmina.

Se alguém é pura lâmina de espada, encontre uma maneira de colocar um cabo nela, ou alguém que o faça. Joabe era assim, e foi líder de Davi por 40 anos. Por vezes, Joabe foi o cabo que Davi colocou em quem se apresentou a ele como pura lâmina. Todavia, quando envelheceu Davi não teve mais como colocar cabo em Joabe, mas deixou para Salomão tal missão (I Rs 2. 33). Quem age como um tolo paga o preço da idiotice com sua própria felicidade, e por vezes, escraviza também junto consigo quem lhe ama (II Rs 4. 1).

Aprenda a tirar vantagem dos tempos difíceis e das pessoas complicadas. Pois somente assim, ficamos livres mais rapidamente. Esse era o recado do cântico de Moisés para o povo que acabara de sair do Egito (Jo 8. 34). Se você não for inteligente acabará por ser escravizado por um outro alguém em um outro lugar! (Pv 22. 7b/I Co 2. 16)

Ney Gomes - 10/03/2018. Twitter@neygms

"Se trabalhamos e lutamos é porque temos colocado a nossa esperança no Deus vivo." 1 Timóteo 4.10

*Pastor auxiliar da Comunidade Evangelística Internacional em Casemiro de Abreu/RJ

Adquira o livro do Pr. Ney Gomes - Êxito sobre os desertos - link: http://www.editorareflexao.com.br/exito-sobre-os-desertos/p/668

COLABORAÇÃO PARA O PORTAL ESCOLA DOMINICAL - PR. NEY GOME

Copyright © 2003 - 2018 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.