Primário

Lição 10 - De volta ao Egito

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

SEGUNDO TRIMESTRE DE 2017

Primários- Conhecendo a história do filho que escolheu fazer o que é certo.

COMENTARISTA: TATIANA COSTA

COMENTÁRIO: PROF. MATHEUS ARAÚJO DA SILVA

LIÇÃO Nº 10 – DE VOLTA AO EGITO

Leia Gênesis 43

Dentro de pouco tempo, o mundo novamente desabaria para Jacó. Há décadas atrás, Jacó tinha perdido seu filho mais amado. Passara todos os próximos anos sofrendo, sem contar as brigas entre seus filhos, e quem sabe até se arrependendo por ter dado espaço para aquilo acontecer. Talvez tenha se arrependido do seu favoritismo. Mas nenhum arrependimento mudaria o que tinha acontecido. Às vezes cremos que sentir remorso é arrependimento, porém este vai bem mais longe. Arrependimento é alcançar um grau de força que temos repulsa dos nossos atos e que não ousaríamos repeti-los. Mas nem sempre nosso arrependimento pode reverter os nossos atos e suas consequências. Em alguns casos, quando damos ouvidos à voz do Senhor – sim, o Senhor nos adverte diversas vezes - e corrigimos o erro, podemos evitar uma consequência catastrófica. Por isso lembre-se: se hoje ouvirdes a voz do Senhor, não se faça de surdo!

No caso de Jacó, seu arrependimento não bastou a princípio. Porém o Senhor atentou ao seu clamor de sofrimento. O Plano de Deus estava exatamente como deveria ser e como sempre acontecerá. Jacó estava sofrendo! Mas jamais culpara a Deus pela perda de seu filho. Aplique isso ao seu coração! Nossas palavras apenas surtem efeito ao fazermos isso.

Por diversas vezes, ao estarmos sofrendo, sem ver amigo algum ao redor, tendemos a nos afastar de Deus! Mas é neste momento, no momento de fraqueza, que devemos nos jogar aos pés do Senhor Jesus e tornar os laços com Ele mais fortes.

Após muito tempo de sofrimento, com o conforto que vinha de seu filho Benjamin, Jacó teve uma surpresa por confiar no Senhor: teve seu filho José de volta e mais: ele volta como governador do Egito, que sanaria toda a fome dele e de sua família.

Confia no Senhor, mesmo em todo sofrimento.

Objetivo

Que o aluno compreenda que Deus é bom para com os seus filhos, e devemos agir com responsabilidade e dignidade em tudo o que fazemos.

Memória em Ação

“Se alguém é rico e vê o seu irmão passando necessidade, mas fecha seu coração para essa pessoa, como pode afirmar que, de fato, ama a Deus?” (1 Jo 3.17)

Faça uma gincana simples. Faça com que todos deem as mãos em círculo. Explique que assim eles estão agindo como uma igreja. Agora ordene que eles fiquem num pé só. Diga que, nas dificuldades, devemos um apoiar e equilibrar ao outro, assim ninguém cairá. Mantenha-se durante um tempo assim, até que eles cansem. Depois leia novamente o versículo com suas crianças.

Explorando a Bíblia

A fome continuava rigorosa na terra.

Assim, quando acabou todo o trigo que os filhos de Jacó tinham trazido do Egito, seu pai lhes disse: "Voltem e comprem um pouco mais de comida para nós".

Mas Judá lhe disse: "O homem nos advertiu severamente: ‘Não voltem à minha presença, a não ser que tragam o seu irmão’.

Se enviares o nosso irmão conosco, desceremos e compraremos comida para ti.

Mas se não o enviares conosco, não iremos, porque foi assim que o homem falou: ‘Não voltem à minha presença, a não ser que tragam o seu irmão’ ".

Israel perguntou: "Por que me causaram esse mal, contando àquele homem que tinham outro irmão? "

E lhe responderam: "Ele nos interrogou sobre nós e sobre nossa família. E também nos perguntou: ‘O pai de vocês ainda está vivo? Vocês têm outro irmão? ’ Nós simplesmente respondemos ao que ele nos perguntou. Como poderíamos saber que ele exigiria que levássemos o nosso irmão? "

Então disse Judá a Israel, seu pai: "Deixa o jovem ir comigo e partiremos imediatamente, a fim de que tu, nós e nossas crianças sobrevivamos e não venhamos a morrer.

Eu me comprometo pessoalmente pela segurança dele; podes me considerar responsável por ele. Se eu não o trouxer de volta e não o colocar bem aqui na tua presença, serei culpado diante de ti pelo resto da minha vida.

Como se vê, se não tivéssemos demorado tanto, já teríamos ido e voltado duas vezes".

Então Israel, seu pai, lhes disse: "Se tem que ser assim, que seja! Coloquem alguns dos melhores produtos da nossa terra na bagagem e levem-nos como presente ao tal homem: um pouco de bálsamo, um pouco de mel, algumas especiarias e mirra, algumas nozes de pistache e amêndoas.

Levem prata em dobro, e devolvam a prata que foi colocada de volta na boca da bagagem de vocês. Talvez isso tenha acontecido por engano.

Peguem também o seu irmão e voltem àquele homem.

Que o Deus Todo-poderoso lhes conceda misericórdia diante daquele homem, para que ele permita que o seu outro irmão e Benjamim voltem com vocês. Quanto a mim, se ficar sem filhos, sem filhos ficarei".

Então os homens desceram ao Egito, levando o presente, prata em dobro e Benjamim, e foram à presença de José.

Quando José viu Benjamim junto com eles, disse ao administrador de sua casa: "Leve estes homens à minha casa, mate um animal e prepare-o; eles almoçarão comigo ao meio-dia".

Ele fez o que lhe fora ordenado e levou-os à casa de José.

Eles ficaram com medo quando foram levados à casa de José, e pensaram: "Trouxeram-nos aqui por causa da prata que foi devolvida às nossas bagagens na primeira vez. Ele quer atacar-nos, subjugar-nos, tornar-nos escravos e tomar de nós os nossos jumentos".

Por isso, dirigiram-se ao administrador da casa de José e lhe disseram à entrada da casa:

"Ouça, senhor! A primeira vez que viemos aqui foi realmente para comprar comida.

Mas no lugar em que paramos para pernoitar, abrimos nossas bagagens e cada um de nós encontrou sua prata, na quantia exata. Por isso a trouxemos de volta conosco, além de mais prata, para comprar comida. Não sabemos quem pôs a prata em nossa bagagem".

"Fiquem tranqüilos", disse o administrador. "Não tenham medo. O seu Deus, o Deus de seu pai, foi quem lhes deu um tesouro em suas bagagens, porque a prata de vocês eu recebi. " Então soltou Simeão e o levou à presença deles.

Em seguida os levou à casa de José, deu-lhes água para lavarem os pés e forragem para os seus jumentos.

Eles então prepararam o presente para a chegada de José ao meio-dia, porque ficaram sabendo que iriam almoçar ali.

Quando José chegou, eles o presentearam com o que tinham trazido e curvaram-se diante dele até o chão.

Ele então lhes perguntou como passavam e disse em seguida: "Como vai o pai de vocês, o homem idoso de quem me falaram? Ainda está vivo? "

Eles responderam: "Teu servo, nosso pai, ainda vive e passa bem". E se curvaram para prestar-lhe honra.

Olhando ao redor e vendo seu irmão Benjamim, filho de sua mãe, José perguntou: "É este o irmão caçula de quem me falaram? " E acrescentou: "Deus lhe conceda graça, meu filho".

Profundamente emocionado por causa de seu irmão, José apressou-se em sair à procura de um lugar para chorar, e entrando em seu quarto, chorou.

Depois de lavar o rosto, saiu e, controlando-se, disse: "Sirvam a comida".

Serviram a ele em separado dos seus irmãos e também dos egípcios que comiam com ele, porque os egípcios não podiam comer com os hebreus, pois isso era sacrilégio para eles.

Seus irmãos foram colocados à mesa perante ele por ordem de idade, do mais velho ao mais moço, e olhavam perplexos uns para os outros.

Então lhes serviram da comida da mesa de José, e a porção de Benjamim era cinco vezes maior que a dos outros. E eles festejaram e beberam à vontade.

Oficina Criativa

Usando copos descartáveis, distribua proporcionalmente os personagens da história para as crianças. Instrua-as as pintar, ou encapar com papel A4 e colorir, de acordo com os personagens. Após isso, construa cenários com os copos coloridos.

Até a próxima aula!

Que o Senhor de toda graça lhes conceda paz e força!

Colaboração para o Portal Escola Dominical - Prof. Matheus Araújo da Silva

Nossos Canais

  • Portal Escola Dominical
  • Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
    

Quem está online?

Temos 89 visitantes e Nenhum membro online

Copyright © 2003 - 2017 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.