Juvenis

Lição 7 - Catástrofes naturais II

CASA PUBLICADORA DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

SEGUNDO TRIMESTRE DE 2018

Juvenis: Questões difíceis de nosso tempo

COMENTARISTA: ADRIANO LIMA

COMENTÁRIO: PROF.ª PAULA RENATA SANTOS

LIÇÃO Nº 7 – CATÁSTROFES NATURAIS

Esboço da Lição

1. VOCÊ SABE O QUE É UMA CATÁSTROFE NATURAL?

2. SINAL DA VOLTA DE CRISTO

Objetivos

Reconhecer as catástrofes naturais como o princípio das dores predito em Mateus 24.

Querido (a) professor (a), nossa próxima lição vai falar sobre a maior expectativa de um cristão: a volta de Cristo e os sinais que, segundo as Sagradas Escrituras, antecedem esta promessa, indicando que seu cumprimento está próximo. Maranata!

Por vezes ficamos tão sobrecarregados com a nossa rotina terrena, tão corrida e repleta de demandas – atividades na igreja, programações, trabalho, casa, estudos, provas, contas a pagar, projetos, sonhos, metas, ministérios, filhos e tantos “etceteras” – que tendemos a esquecer a nossa maior esperança. Nosso Salvador voltará para nos buscar! Como Ele mesmo disse, nós não somos deste mundo (Jo 15.19). Estamos “emprestados”, e por isso mesmo, é claro que, enquanto aqui estivermos, temos a missão e responsabilidade de zelar por ele e pelas vidas que nele estão. Olha quantos focos importantes poderemos abordar em nossa próxima aula!

Sua revista já disponibiliza um roteiro a seguir para abordar este tema, bem como recursos didáticos para tornar o ensino-aprendizagem mais interessante e eficiente. Um deles é despertar a curiosidade e debate dos juvenis, disponibilizando notícias sobre catástrofes naturais recentes. Esta matéria da revista Veja expõe algumas das mais desastrosas da última década: https://veja.abril.com.br/mundo/os-maiores-desastres-naturais-da-ultima-decada/ Estimule o pensamento e opinião críticos em cada aluno, dando-lhes oportunidade e confiança para se expressarem.

Um bom texto bíblico para refletirmos sobre as catástrofes naturais como sinais dos tempos, que é o foco principal da nossa lição, mas também sobre a nossa responsabilidade ambiental, enquanto aqui estivermos, está em Romanos. Sugerimos que você também sugira essa leitura junto à análise das notícias pelos grupos de juvenis.

“Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada. Porque a ardente expectação da criatura espera a manifestação dos filhos de Deus. Porque a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas por causa do que a sujeitou, na esperança de que também a mesma criatura será libertada da servidão da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus. Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto até agora. E não só ela, mas nós mesmos, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, esperando a adoção, a saber, a redenção do nosso corpo. Porque, em esperança, somos salvos. Ora, a esperança que se vê não é esperança; porque o que alguém vê, como o esperará? Mas, se esperamos o que não vemos com paciência o esperamos” (Romanos 8.19-25).

Faça perguntas que aprofundem a reflexão e facilitem a exposição de idéias, tais como: Você acha que vive como se Jesus pudesse voltar hoje? Como seria a sua vida se você soubesse que a volta de Jesus acontecerá nesta semana? O que você mudaria? Mesmo sabendo que tais desastres naturais são sinais preditos biblicamente, o que Jesus espera que façamos como cristãos, diante de tais catástrofes? A Igreja se posiciona o suficiente para ajudar as vítimas? O que podemos fazer para sermos também mais responsáveis ambientalmente?

Ore com seus juvenis pelas famílias vítimas de alguma destas catástrofes ao redor do mundo e para que o posicionamento da Igreja do Senhor na Terra resplandeça em solidariedade e amor cristão ao ajudá-las.

O Senhor lhe abençoe e capacite! Boa aula.

Fonte: http://www.escoladominical.com.br/home/licoes-biblicas/subsidios/juvenis/924-li%C3%A7%C3%A3o-7-cat%C3%A1strofes-naturais.html Acesso em 10 maio 2018

Copyright © 2003 - 2018 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.