Juvenis

Lição 10 - A Igreja e as missões transculturais II

CASA PUBLICADORA DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

QUARTO TRIMESTRE DE 2017

Juvenis: Igreja, o corpo de Cristo

COMENTARISTA: JAMIEL LOPES

COMENTARISTA: PROFª PAULA RENATA SANTOS

LIÇÃO Nº 10 – A IGREJA E AS MISSÕES TRANSCULTURAIS

ESBOÇO DA LIÇÃO

1. ENVIADOS ÀS NAÇÕES

2. É A SUA VOCAÇÃO?

3. DESAFIOS DESTE CHAMADO

OBJETIVOS

Apresentar Paulo e Barnabé como os primeiros missionários transculturais;

Discutir sobre a vocação para missões transculturais;

Conscientizar sobre os desafios das missões transculturais.Querido (a) professor (a), na nossa próxima aula nos aprofundaremos no “Ide” de Jesus, focando o ministério de missões transculturais. Apesar do grande crescimento numérico de igrejas evangélicas no Brasil, os dados de investimento delas em missões é inversamente proporcional.

Para termos uma idéia, a igreja evangélica no Brasil cresceu mais que o dobro do ritmo da população durante mais de 20 anos, segundo estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Se o crescimento constatado continuar, a igreja evangélica alcançará 50% da população nacional.

Diante de tais números – também percebidos a olho nu, ao observar nas esquinas o surgimento de um novo templo a cada dia, – ficam algumas questões muito importantes a serem, talvez não respondidas, mas ao menos, refletidas. Uma delas é: Por que, enquanto as igrejas brasileiras estão abarrotadas, muitos continentes ainda estão vazios do Evangelho?

Estima-se que todos os anos 2.5 milhões de pessoas morram sem sequer saber da existência da Palavra de Deus ou de Jesus Cristo. Isso porque ainda têm aproximadamente 2.251 línguas sem um versículo bíblico traduzido. São cerca de 2.200 grupos étnicos que nunca ouviram nada sobre Jesus, 193 milhões de pessoas que não têm acesso algum às Escrituras.

Procura-se missionários

A SEPAL (organização de apoio a pastores e líderes) mostra que há cerca de 80 organizações missionárias no País, mas o número de missionários brasileiros no campo transcultural é de pouco mais de três mil pessoas. Ao compararmos os números de necessitados, bem como o de crentes apenas no Brasil, perceberemos a gravidade desta situação.

saudoso pastor assembleiano Waldemar Carvalho, fundador e até sua morte presidente da Missão Kairós, costumava dizer que o povo brasileiro foi evangelizado “errado”. Como recebemos missionários de outras nações, foi subentendido como se nós, no Brasil, fôssemos os “confins da Terra”, quando na verdade a ordenança de Jesus em Atos 1.8 é para crentes brasileiros avançarem rumo a outras partes do mundo também.

Em apenas um "retângulo" do mapa mundi, na chamada "janela dez por quarenta" (ilustração), está localizada mais da metade da população do mundo. A China com aproximadamente 1 bilhão e 400 milhões de habitantes, a Índia com 1 bilhão e 300 milhões, sem mencionar os outros 60 países desta área somando outros bilhões de pessoas a serem evangelizadas.

A ironia triste é que foi justamente neste trecho do mapa onde aconteceu a chamada de Abraão, muitos episódios marcantes do Antigo Testamento, o local onde Jesus nasceu, treinou seus discípulos e para onde os enviou a evangelizar. É nesta região, que até o século VII o cristianismo predominava, que hoje é proibida a pregação do Evangelho. E cadê a Igreja livre e poderosa do Ocidente para retribuir ao “Ide” que trouxe a Salvação até ela?!

copie e cole no seu navegador o endereço da imagem: http://licoesbiblicas.com.br/images/novaaa.jpg

A Igreja Perseguida

Milhões de evangélicos brasileiros que vão à igreja constantemente, pregam em locais públicos, lêem suas bíblias no ônibus, pensam que a perseguição, tortura e prisão dos cristãos ficaram apenas no livro de Atos. No entanto, a Coordenação de Viagens e Correspondentes Internacionais da “Missão Portas Abertas” faz um alerta fundamental: “Apenas 0,04% da Igreja brasileira está engajada na causa dos cristãos perseguidos. Isso significa que dentre os quase 50 milhões de cristãos brasileiros, apenas 25 mil envolvem-se no suporte, oração, doação e ajuda à Igreja Perseguida”.

Enquanto gasta-se com prédios magníficos, eventos "gospels" pirotécnicos, debates doutrinários e afins existem centenas de cristãos pagando um preço de sangue, sendo massacrados, em mais de 50 países do mundo onde há perseguição ao Evangelho. E mais de 2.5 milhões de pessoas morrendo anualmente sem conhecer o Salvador, que nós fomos comissionados a apresentar. Mas como ouvirão, se não houver quem pregue? A pergunta de Paulo em Romanos 10.14 se repete. Porém, a resposta "eis-me aqui", infelizmente, está cada vez mais rara.

Compartilhe estes dados com seus alunos. Se possível, converse com seu pastor sobre a possibilidade de convidar um missionário transcultural para comparecer a sua igreja testemunhando deste tremendo trabalho e motivando os juvenis, bem como os demais membros a se envolverem.

Convoque cada aluno a participar como bom soldado de Cristo, dos sofrimentos dos nos nossos irmãos perseguidos, conforme o convite de Paulo em 2 Timóteo 2.3. Saiba também que você pode e deve, pois foi chamado para alcançar aqueles que nunca sequer ouviram o nome de Jesus.

O Senhor lhe abençoe e capacite! Boa aula!

Fonte: http://licoesbiblicas.com.br/index.php/2014-11-13-19-35-17/subsidios/juvenis-subsidios/1005-licao-46.html Acesso em 30 nov. 2017

Copyright © 2003 - 2017 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.