Juvenis

Lição 7 - Igreja local: expressão viva da fé II

CASA PUBLICADORA DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

QUARTO TRIMESTRE DE 2017

Juvenis: Igreja, o corpo de Cristo

COMENTARISTA: JAMIEL LOPES

COMENTARISTA: PROFª PAULA RENATA SANTOS

LIÇÃO Nº 7 – IGREJA KLOCAL: EXPRESSÃO VIVA DA FÉ

ESBOÇO DA LIÇÃO

1. UM LUGAR DE PERSEVERANÇA

2. UM LUGAR DE COMUNHÃO

3. UM LUGAR DE SERVIÇO

OBJETIVOS

Evidenciar que a Igreja é um lugar de perseverança;

Declarar que a igreja é um lugar de comunhão entre irmãos;

Refletir sobre a posição do crente como servo de Deus.

Querido (a) professor (a), nesta próxima lição abordaremos a importância histórica, social, emocional e espiritual da igreja local, seu papel e impacto na vida de seus membros e da sociedade ao redor. Ao longo dos séculos a igreja local tem sido reconhecida até mesmo externamente como um lugar de perseverança, comunhão e, sobretudo de serviço ao próximo. Muitos trabalhos e melhorias sociais se deram e se dão justamente através dela. Sob essa perspectiva, a igreja local, como bem intitula a nossa lição, é uma expressão viva da fé e do exemplo de Jesus. O próprio Rabi predisse que seus genuínos discípulos seriam reconhecidos através de um sinal, uma evidência: “Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros” (Jo 13.35). Portanto, a igreja que não vivencia este amor, dentro e fora de seus portões, não passa de um templo religioso.

Desde seus primórdios a igreja já foi marcada pela comunhão, perseverança e amor ao próximo que se estendia para além das paredes das casas onde eram realizadas as reuniões. Mais do que palavras, os irmãos expressavam em atitudes esse amor.

"De sorte que foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra; e, naquele dia, agregaram-se quase três mil almas. E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações. Em cada alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos. Todos os que criam estavam juntos e tinham tudo em comum. Vendiam suas propriedades e fazendas e repartiam com todos, segundo cada um tinha necessidade. E, perseverando unânimes todos os dias no templo e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar” (At 2.41-47).

Sugerimos que após a lição aplicada, assim como as orientações de sua revista de Escola Dominical, você promova um bate-papo entre seus alunos sobre estes versículos aqui relacionados. Pergunte-lhes o que acham que falta em sua igreja local hoje para ela ser essa perfeita expressão de fé, perseverança, comunhão, amor e serviço.

Em seguida, diga-lhes que não adianta murmurarmos, criticarmos ou culparmos seja lá quem for por não sermos uma comunidade como Senhor Jesus idealizou. Não podemos nos esquivar da responsabilidade de fazer da nossa igreja esse local; é de cada um de nós essa missão! Que possamos reparar as brechas para que juntos e individualmente cumpramos o papel para o qual o Senhor nos instituiu como igreja.

Ao final da aula ore com sua classe em prol deste propósito, a fim de que a mudança e melhorias necessárias comecem primeiramente em cada um de nós. Que sejamos a igreja que nós queremos ter; que sejamos a igreja que Cristo deseja ver.

O Senhor lhe abençoe e capacite! Boa aula!

Fonte: http://licoesbiblicas.com.br/index.php/2014-11-13-19-35-17/subsidios/juvenis-subsidios/969-licao-43.html Acesso em 10 nov. 2017

Copyright © 2003 - 2017 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.