Juniores

Lição 2 - Felizes os que confiam no Senhor

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO IPIRANGA - SEDE - SÃO PAULO/SP

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

QUARTO TRIMESTRE DE 2018

Juniores: Servindo a Deus com alegria

COMENTARISTA: DÉBORA MACHADO

COMENTÁRIO: PROFª. JACIARA DA SILVA

LIÇÃO Nº 2 – FELIZES OS QUE CONFIAM NO SENHOR

Objetivo

Professor (a) ministre sua aula de forma que ao término, seu aluno conhecer biblicamente as razões para se confiar em Deus e o que podemos fazer para aumentar nossa confiança em Deus. Enfatizar que devemos confiar em Deus em todos os momentos.

Memorizando

“Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês."(1 Pe 5.7 – NVI).

Texto bíblico em estudo: Sl 84.12; Mt 6.25-34.

DEFININDO O TERMO CONFIANÇA

Os dicionários definem como segurança intima com que se faz alguma coisa; firmeza de animo; credito. Tem como sinônimo a certeza e é o antônimo de duvidas, é o que chamamos fé. O ato de confiar é deixar de analisar se o fato é verdadeiro ou não, é confiar inteiramente sem restrição.

Confiança ou fé é fazer uma entrega confiando inteiramente no outro é colocar a vida nas mãos dele sem sequer imaginar que esta correndo algum risco. É o que aconteceu com Abrão, saiu da terra sem saber para onde ia, dependia de Deus para guiá-lo, fez isso até o final de sua vida, errando apenas no episodio de Agar, eis a razão de ser conhecido como: o pai na fé.

AS RAZÕES PARA SE CONFIAR EM DEUS

Primeiro porque a única maneira de agradá-lo é tendo confiança nele, Abraão fez coisas extraordinárias através da fé ao ponto de Deus não ocultar dele o que fazia (Gn 18.1). A segunda razão é que ele não decepciona os que nele confiam, vejam: pela fé ofereceu Abraão a Isaque..., pela fé Isaque abençoou Jacó e Esau..., pela fé, Jacó próximo da morte, abençoou..., pela fé Jose, próximo a morte fez menção da saída dos filhos de Isarael..., pela fé, Moises sendo nascido foi escondido...., sendo já grande recusou..., muito embora eles não alcançaram a promessa, mas não foram decepcionados (Hb 11.17-40).

O Salmo 125 afirma: “Os que confiam no Senhor serão como o monte Sião, que não se abala, mas permanece para sempre” (ARC). Os ídolos das nações eram vistos como transmissor de segurança, as imagens eram lavadas diariamente, vestidas, seus cabelos cortados e alimentadas, havia pessoas que eram encarregadas de levá-las em festas especiais ou guerras para serem objetos da odoração uma vez que acreditavam que seus deuses habitavam nelas.

Mas seus servidores eram abalados quase que sempre, havia muitas guerras e o vencedor saqueava a cidade e quebrava os deuses do perdedor, outrora roubavam por serem de materiais valiosos. A nação perdedora ficava decepcionada, alem do amargor da derrota a decepção religiosa, seu deus era fraco. (Comentário Bíblico Atos). O Salmo 125 é atribuído a Davi, por muitos escritores e pesquisadores Spurgeon é um deles, mas parece ser anônimo e o fato que leva a composição do salmo parece muito com o acontecimento de 2 Crônicas 32, naquela ocasião Ezequias era o rei de Judá e Senaqueribe rei da Assiria o desafiava, mesmo que os muros estavam fortalecidos as fontes de água protegidas, o exercito assírio era poderosíssimo, o rei Ezequias por sua vez confiava em Deus com toda sua força e convocava o povo a confiar também (vv 9 -23).

Deus esta em volta de seu povo, o exercito inimigo esta sempre ao derredor (Sl 125.2), as lutas que passamos não significa que estamos desprotegidos e que precisamos buscar algo mais para estarmos seguro, Ezequias na posição de rei, reparou os muros, canalizou as fontes de água, criando assim alguns tanques na cidade, as fontes de águas ficaram assim escondidas, tudo isso é paliativo. O que nos protege mesmo é Deus, não podemos deixar de fazer a nossa parte, mas é ele “nosso Refugio e Fortaleza” (Sl 46.1), ainda que os poderosos exércitos nos cerquem; confie em Deus, ainda que cavem as nossos montes a procurem nossas fontes de água, e nos impossibilitem saciar a nossa sede – “Há um rio cujas correntes alegram a cidade de Deus” (Sl 46.4)

O QUE PODEMOS FAZER PARA AUMENTAR NOSSA CONFIANÇA

Nesse tópico vamos lembrar um pouquinho de alguns personagens bíblicos que passaram por momentos difíceis e não tiveram sua fé abalada. O sofrimento de Jó é o exemplo mais citado nessas horas, com todo aquele sofrimento não deixou sua confiança em Deus, antes estreitou mais ainda.

Jose teve varias fazes ruins até chegar ao governo do Egito, foram anos de sofrimentos, acreditam que foram mais de quinze anos ao assumir o governo estava ainda mais forte seu relacionamento com Deus.

Daniel já estava velhinho no reino quando foi jogado na cova dos leões. Ele continuava no mesmo relacionamento com Deus de quando tinha ai os seus dezesseis ou dezessete anos. E eu diria ainda melhor, porque sobreviveu a mais de setenta anos na coorte babilônica sem se desviar, Daniel orava, não é porque estava em apuros ou por não ter o que fazer, era esse o seu habito: “falar com Deus”.

Confiar em Deus a todo o momento significa estar ligado nele, Jesus falou sobre isso e João registrou no capitulo 15.1-5, eis a razão de alguns homens terem deixados grandes exemplos na historia. Eles andaram com Deus, no Novo Testamento, os discípulos eram homens a princípio rudes e ignorantes, alguns cometeram falhas desagradáveis, mas depois do pentecostes foram revestidos e entenderam que é orando e falando com Deus que se vence. Vejam o que eles enfrentaram Pedro foi crucificado, na hora exigiu que o colocassem de cabeça para baixo por não se achar digno morrer como seu Senhor, Andre foi crucificado, Mateus foi morto a espada, Tiago foi crucificado, Filipe, Simão também foram crucificados, Tadeu morto a flechadas, Tiago irmão de Jesus apedrejado, Tomé aquele que passa a impressão de ser incrédulo, morreu traspassado por uma lança por confiar que aquele era o Cristo ressurreto, Bartolomeu crucificado, Tiago, filho de Zebedeu morto pela espada. (2 Pe 1.16).

CONCLUSÃO

Encontramos muitas razões para confiar em Deus, já mostramos algumas no segundo tópico, também relacionamos no tópico seguinte aquilo que faz a nossa fé em Deus aumentar e concluímos que não há um momento sequer que não precisamos de Deus.

Colaboração para Portal Escola Dominical – Profª. Jaciara da Silva.

Copyright © 2003 - 2018 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.