Juniores

Lição 7 - O lugar onde Deus concede dons

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO IPIRANGA - SEDE - SÃO PAULO/SP

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

SEGUNDO TRIMESTRE DE 2018

Juniores: Igreja, casa de Deus

COMENTARISTA: ANA PAULA NOGUEIRA

COMENTÁRIO: PROFª. JACIARA DA SILVA

LIÇÃO Nº 7 – UM LUGAR ONDE DEUS CONCEDE DONS

Objetivo

Professor (a) ministre sua aula de forma que ao término, seu aluno compreender que Deus concede dons espirituais à sua igreja.

Memorizando

“Ora, vocês são o corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo." (1 Co 12.27 – ARC).

Texto bíblico em estudo: 1 Co 12.4-11

O batismo no Espírito Santo e dons?

Em suas palavras João disse que veio com poder e autoridade para batizar em águas, mas que após ele, viria um que batizaria com o Espírito Santo. Batismo significa imersão, mergulho de alguém em algum elemento, ou estar debaixo de: (Mt 3.11; At 1.5), trata-se de um mergulho que cobre totalmente. Portanto o batismo com o Espírito Santo é um revestimento de poder, que capacita o crente a realizar o serviço cristão.

Concepções Errôneas

1. Muitos acham que pelo fato de já serem batizados com o Espírito Santo, já são salvos, enquanto que outros pensam não serem salvos, por não serem batizados ainda com o Espírito Santo. O batismo com o Espírito Santo, não é salvação, mas um revestimento para os salvos.

2. Há os que não aceitam o batismo no Espírito Santo, uns crêem que se trata apensa de um enchimento, mas que as línguas estranhas ou glossolalia como dizem, foi apensa para a igreja primitiva.

Concepções Bíblicas

1. É a promessa do Pai (Jl 2.28)

2. É o falar línguas estranhas (At 2.4), não é um delírio emocional.

A finalidade do batismo com o Espírito Santo

1. Capacitar o crente para o serviço (1Co 12.7; 2Co 10.4,5)

2. Dar ao crente uma nova dimensão de vida:

- incentivar para serem abençoados (Fp 3.12,13)

- Levar o crente a ter profunda comunhão co Deus (1Co 14.2,28; 1Co 14.4,15,17)

Como receber o batismo com o Espírito Santo?

Não é por méritos (At 10.45)

Não existe um método (Jo 3.8)

Não existem datas, locais ou posturas corporais.

Existem condições:

• Arrependimento (At 2.38,39) mudança radical

• Obediência (At 5.32)

• Busca ardente, com perseverança (Lc 11.9-13; Mt 7.7; Lc 24.49)

• E o desejo ardente de receber (Sl 143.6; Is 41.17,18; 44.3)

A Igreja é a plataforma do Espírito

• Plataforma é o lugar onde o governo expõe seus planos (Mt 21.42,43; At 14.22; Mc 15.15-20)

• Administração da Palavra (Mc 16.20; 2Pe 1.19-21)

• O Espírito Santo administra as missões (At 13.2; 16.6,7)

• Administração na separação de obreiros (At 13.2)

• Administra a liderança da igreja (At 15.28,29)

• É o Espírito Santo quem administra as responsabilidades sociais (1Co 7.40; Hb 12.4-11)

A função do Espírito Santo é equipar, preparar cada membro da igreja com seus dons, para o exercício da função (Rm 12.4-8; 1Co 12.1-28). Quando Jesus falou sobre o revestimento de poder, com certeza os discípulos, não tinham a dimensão, do que seriam capazes, após o revestimento. Hoje para nós é muito mais compreensível, pois temos as doutrinas já sistematizadas, delineadas e de fácil compreensão. Analisar o que uma igreja, um crente cheio do poder do Espírito Santo, seja capaz, é algo que foge da mente humana limitada.

Os dons do Espírito Santo

1. Palavra da Sabedoria – é a participação parcial da infinita sabedoria de Deus, dada a conhecer através da instrumentalidade de um crente. Não é a sabedoria natural adquirida pelos livros (1Co 12.8; At 6.10).

2. Palavra do Conhecimento – revelação de ações e fatos, que se baseiam no perfeito conhecimento de Deus (At 5.3,4; 27.23-25)

3. Discernimento do Espírito – é um atributo de Deus pelo qual Ele conhece absolutamente todas as coisas e tem autoridade para julgar (1Cr 28.9; Jr 17.8,9,10). É compreender aquilo que é impossível ao entendimento humano (1Co 2.9,10).

4. Dom da Profecia – falar na própria língua na unção do Espírito Santo. É a voz do Espírito Santo. A profecia edifica, exorta, consola, prediz não se trata de uma fonte de pesquisa, ou meio de obter direções, seja material ou espiritual. Jesus é o único mediador entre Deus e os homens.

5. Dom de línguas – uma língua nunca antes estudada em uma escola. É uma mensagem em línguas estranhas.

6. Interpretação das línguas – é feita de forma sobrenatural, as palavras são dadas por revelação, sem este dom a mensagem em línguas estranhas, não tem efeito (1Co 14.13).

7. Dom da Fé – não se trata da fé natural e nem da fé para a Salvação, mas de uma fé sobrenatural (Hb 11).

8. Dons de Curar – fé para curar de forma especial

9. Operação de Milagres – milagre é algo inexplicável. Não espere a ciência comprovar: abertura do mar vermelho, para que o povo passasse; multiplicação dos pães; a ressurreição de lazaro; pode um homem permanecer no ventre de um peixe por três dias e sobreviver? A ciência vai negar, mas é Milagre de Deus.

Conclusão

Não se podem confundir Dons do Espírito Santo com seus frutos. Os dons são ferramentas para ser usadas no trabalho, enquanto que o Fruto é a característica do Espírito Santo no crente (Gl 5. 22,23).

Relação entre Deus e o homem:

 Amor (1Co 13.1,2)

 Gozo (Fp 3.1; 4.4)

 Paz (Jo 14.27)

Relação entre o homem e Deus:

 Longanimidade (Tg 1.19)

 Benignidade (2Co 6.6)

 Bondade (Gl 6.10)

Relação intrapessoal

 Fé/Fidelidade (Tg 1.12)

 Mansidão (Ef 4.30,31)

 Temperança/Domínio Próprio (Ef 4.26; Pv 16.32)

Colaboração para Portal Escola Dominical – Profª. Jaciara da Silva.

Copyright © 2003 - 2018 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.