Juniores

Lição 1 - Um lugar de comunhão

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO IPIRANGA - SEDE - SÃO PAULO/SP

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

SEGUNDO TRIMESTRE DE 2018

Juniores: Igreja, casa de Deus

COMENTARISTA: ANA PAULA NOGUEIRA

COMENTÁRIO: PROFª. JACIARA DA SILVA

LIÇÃO Nº 1 – UM LUGAR DE COMUNHÃO

Ao Mestre

Nesse trimestre podemos aprender um pouco mais sobre a Igreja. É uma oportunidade de é uma oportunidade de ensinarmos aos pequenos sobre a importância da igreja e de termos comunhão com nossos irmãos e com Deus.

Objetivo

Professor (a) ministre sua aula de forma que ao término, seu aluno compreender a importância de termos comunhão com todos.

Memorizando

“Como é bom e agradável quando os irmãos convivem em união!" (Sl 133.1 – ARC).

Texto bíblico em estudo: At 2.42-47.

O inicio da Igreja

No livro de Atos dos Apóstolos encontramos uma narrativa de como foi o início da igreja de Jesus Cristo aqui na terra, o exemplo deixado pelos apóstolos e um padrão permanente para a igreja.

Quem quiser seguir a Cristo deve levar em conta os exemplos dos apóstolos vistos neste livro. Exemplos de santidade, ousadia, sofrimento, oração, fraternidade e união.

<p.• As últimas instruções de Jesus e a ordenança de evangelizar as nações; <p.• A igreja estava constantemente em oração;

• A igreja supria os necessitados;

• Curas e maravilhas eram realizadas pelos apóstolos, dando sequência ao que Jesus tinha feito;

• Diversas citações de batismo com o Espírito Santo;

• Grandes pregações e muitas conversões;

• Os primeiros mártires: Estevão apedrejado; Tiago teve a cabeça cortada;

• Prisões e sofrimento fizeram parte da vida dos apóstolos;

• Grande expansão missionária da igreja;

• A ação do Espírito Santo em favor da igreja.

Fazendo uma comparação da igreja primitiva com o cristianismo atual, iremos encontrar diferenças discrepantes. Veja algumas coisas que ocorre na igreja atual e não encontramos em Atos dos Apóstolos.

Muitas pessoas têm procurado as igrejas evangélicas para obter benefícios materiais apenas e esquecem-se do que é de fato a igreja;

A igreja tem sido usada por muitos apenas para “cobrar” bênçãos de Deus;

O relativismo é tolerado como normal por muitos. A idéia de pecado passa ser algo muito vago, “depende”; ora, se foi Jesus que morreu por nós, então nosso compromisso e esperança está em Jesus.

A igreja de Jesus Cristo iniciou sofrendo muitas perseguições. Os apóstolos foram presos, alguns apedrejados, outros mortos e tudo isto porque eles davam testemunho de Jesus Cristo.

Eles pregavam era que Jesus havia ressuscitado, subido ao céu e que voltaria. Pregavam que era necessário o arrependimento dos pecados e entregar a vida a Jesus Cristo para obter a salvação.

A importância da comunhão

Vivemos em um mundo egoísta e individualista onde cada um busca seus próprios interesses, mesmo que pra isso tenham que passar por cima de algumas pessoas. As filosofias que imperam no mundo é a da hedonismo (prazer pelo prazer) e o Egocentrismo (eu no centro – tudo para mim).

Desde a queda o homem se tornou míope em seus relacionamentos, sendo incapaz de enxergar o outro e de ver além de si mesmo e de seus interesses. Neste tempo de indiferença Deus chama seu povo para impactar o mundo com um estilho de vida de comunhão.

Infelizmente, comunhão é uma palavra muito falada, muito comentada e pouco entendida e vivida. Para muitos comunhão é sinônimo de aglomeração, ajuntamento, agrupamentos de pessoas. Estar junto no mesmo lugar e fazer as mesmas coisas não significa estar em comunhão. Isto porque, posso estar fisicamente junto e o meu coração estar longe.

Na Bíblia a Palavra Comunhão é relacionado a palavra Koinonia que no grego significa: Estar em comunhão com; ter em comum; tornar-se participante, tornar-se um companheiro; associar-se em projetos comuns; ter intimidade!

A palavra "comunhão" é uma expressão típica da Igreja, tanto que só é encontrada nas Escrituras Sagradas em o Novo Testamento e, mais especificamente, após a "inauguração" da Igreja a partir do dia de Pentecostes do ano 34. Seu primeiro aparecimento na Bíblia é em Atos 2.42, na primeira descrição deste novo povo de Deus, quando se diz que os crentes "perseveravam na doutrina dos apóstolos e na "comunhão"

Conclusão

A igreja crescia porque havia comunhão e todos oravam unanimes, em uma mesmo objetivo. A mensagem que Paulo, Pedro, Estevão, João, Tiago e outros pregavam naquela época continua valendo para os nossos dias. Ela não caducou, pelo contrário, continua viva e atual para a igreja contemporânea

Colaboração para Portal Escola Dominical – Profª. Jaciara da Silva.

Copyright © 2003 - 2018 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.