Juniores

Lição 7 - Devemos brilhar

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO IPIRANGA - SEDE - SÃO PAULO/SP

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

QUARTO TRIMESTRE DE 2017

Juniores: As histórias de Jesus

COMENTARISTA: PATRÍCIA ALMEIDA

COMENTÁRIO: PROF. JAIR CÉSAR S. OLIVEIRA

LIÇÃO Nº 7 – DEVEMOS BRILHAR

Texto Bíblico: Mc 4.21-25.

Disse-lhes mais: Vem porventura a candeia para se meter debaixo do alqueire, ou debaixo da cama? não é antes para se colocar no velador?

Porque nada está encoberto senão para ser manifesto; e nada foi escondido senão para vir à luz.

Se alguém tem ouvidos para ouvir, ouça.

Também lhes disse: Atendei ao que ouvis. Com a medida com que medis vos medirão a vós, e ainda se vos acrescentará.

Pois ao que tem, ser-lhe-á dado; e ao que não tem, até aquilo que tem ser-lhe-á tirado.

Objetivos

Entender o simbolismo da palavra luz na Bíblia, assim desejar refletir essa luz.

Bem como testemunhar publicamente a sua fé em Cristo.

Introdução

A lição que estudaremos hoje se trata da parábola da Candeia, é uma das parábolas rápidas citadas pelo Senhor, contudo ela é de uma grande simbologia. É uma parábola relacionada ao reino de Deus, aonde tem por propósito mostrar que é impossível esconder o brilho da luz, esta mesma luz de Cristo, deve sempre estar resplandecendo em nossas vidas. Afim de iluminar a todos quanto andam em trevas.

I – A Luz

Jesus usou nesta parábola um pequeno utensílio doméstico rústico usado para iluminação, com pavio abastecido a óleo. – A candeia

A candeia era a lâmpada dos tempos de Jesus. Na parábola, ela significa a luz de Deus que brilha por meio de quem realmente teve uma experiência pessoal com Jesus, e frutificou no seu caminho. Sua vida vai manifestar um brilho especial que sinaliza ao mundo ter-se descoberto o caminho da paz, da alegria e da fé, que as pessoas tanto procuram.

O papel da Palavra de Deus no coração do homem é justamente este: o de tirá-lo da senda tenebrosa do ódio e da amargura, para colocá-lo nas veredas de luz, que só o amor divino pode oferecer. Uma vez que a pessoa teve essa experiência, e vai crescendo mais e mais no conhecimento do Evangelho, a luz de Cristo no seu interior, na mesma proporção, vai brilhando cada vez mais, iluminando o caminho para aqueles que ainda se encontram nas trevas (Jo 1.4, 5; I Jo 1.5-7).

Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens;

a luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela. (Jo 1.4,5). Espiritualmente, milhões de pessoas vivem imersas em verdadeira escuridão espiritual. Por isso Jesus disse as palavras de João 8:12

“Eu sou a luz do mundo”. Quem me segue, nunca andará em trevas, mas terá a luz da vida.

a) Uma vida é tomada por trevas enquanto dominada pelo pecado. Infelizmente há muitos que preferem continuar nas trevas porque não querem abandonar o pecado! Isto é claro em Jo 3:19-21: Este é o julgamento: a luz veio ao mundo, mas os homens amaram as trevas, e não a luz, porque as suas obras eram más. Quem pratica o mal odeia a luz e não se aproxima da luz, temendo que as suas obras sejam manifestas. Mas quem pratica a verdade vem para a luz, para que se veja claramente que as suas obras são realizadas por intermédio de Deus.

b) Quem vive em trevas está inserido no Reino das Trevas! Tal reino consiste numa região de morte, de dor... a Bíblia chama esta situação de “região da sombra da morte” Em Mt 4:16 lemos que Jesus é a Luz que veio nos livrar destas trevas terríveis! O povo que vivia nas trevas viu uma grande luz; sobre os que viviam na terra da sombra da morte raiou uma luz.

c) A Luz do Mundo, Jesus, transforma nossas vidas. Tal transformação começa com a entrega de nossas vidas ao Seu domínio e prossegue. Uma das principais mudanças é realçada por João em I João 2:9-11 (este é um bom momento para você ministrar sobre perdão!). Quando a Luz do Mundo invade nossas vidas, ela passa a ser refletida através de nós (leia Mt 5:14,15).

( fonte: Pastor Paulo Petrizi)

II – Onde você deve brilhar?

O texto diz que a candeia não vem para ser deixada em um lugar qualquer da casa, e sim no velador, para iluminar a todos. Ela sempre se posicionava de forma estratégica para iluminar eficazmente a toda a casa. Ficava em lugares altos e não ocultos.

Jesus está dizendo que, aquele que teve uma experiência genuína com o Pai, também será por Ele posicionado em lugares estratégicos.

A pessoa que está crescendo em maturidade por causa da semente plantada no coração, será uma abençoadora de vidas.

Ela terá condições de beneficiar um número maior de pessoas, iluminado-as com a luz do Evangelho que emana do seu interior.

Quem nos posiciona em lugares altos é o próprio Senhor, que conhece o nosso coração e sabe que ele tem frutificado. O Seu desejo é de salvar o mundo perdido, e o fará por meio daqueles que forem fiéis na administração da semente bendita plantada no interior. Aquele que é fiel no pouco, sobre o muito será colocado (Mt 25.23).

Desta forma nossa luz deve brilhar em todos os lugares, na escola, entre nossos amigos, no trabalho, na igreja, na rua aonde moramos.

III – Nada ficará escondido

Jesus disse que nada está encoberto, senão para vir à luz. Assim como uma semente permanece oculta por um certo tempo, após ter sido semeada na terra, permanece encoberta a Palavra plantada no coração. Como a semente que vem para fora no seu devido tempo, por causa do crescimento, assim acontece com a semente divina, quando começa a revelar-se ao mundo por meio do amadurecimento cristão.

Aquele que a tem recebido em seu coração, pela fé, mais cedo ou mais tarde, terá a alegria de ver sua manifestação aos homens, por meio de um fruto, por ela gerado na unção do Espírito Santo (Gl 5.22-23).

Para que a luz venha a manifestar-se, é necessário que a pessoa, canal da luz, seja uma boa ouvinte da Palavra (Dt 8.3 b).

O solo que frutificou na parábola do semeador representa a pessoa que, antes de tudo, ouviu a Palavra e a recebeu, para depois poder frutificar. Antes da frutificação vem o receber, e antes do receber, o ouvir.

Como temos ouvido a Mensagem Divina? Não falamos do ouvir com os ouvidos naturais, e sim com os do coração. Todos os resultados esperados no amanhã dependem como atentamos, de forma sensível e receptiva, ao que Deus está falando hoje.

Conclusão

O apóstolo Paulo ensinou em Col 1:13 que Jesus nos resgatou do império das trevas!.

e que nos tirou do poder das trevas, e nos transportou para o reino do seu Filho amado;

E este Reino é o reino da luz.

Colaboração para o Portal Escola Dominical - Prof Jair Cesar S. Oliveira

Copyright © 2003 - 2017 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.