Get Adobe Flash player
Sáb, 29 de Março de 2014 14:00

2º Trim. 2014 - Lição 1 - E deu dons aos homens I Plano de Aula

Escrito por  Caramuru Afonso Francisco

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

SEGUNDO TRIMESTRE DE 2014

DONS ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS: servindo a Deus e aos homens com poder extraordinário

COMENTARISTA: ELINALDO RENOVATO DE LIMA

PLANO DE AULA - EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO BELÉM- SEDE- SÃO PAULO/SP

 

 

PLANO DE AULA

INTRODUÇÃO AO TRIMESTRE

1º SLIDE

- Neste segundo trimestre de 2014, estudaremos o temaDons espirituais e dons ministeriais– servindo a Deus e aos homens com poder ”,

- Tema muito importante pois a igreja dita pentecostal tem deixado de lado esta preciosidade que o Senhor deixou à Sua Igreja que são os dons espirituais e tem confundido os dons ministeriais com títulos e posições hierárquicas.

2º SLIDE

- A salvação apresenta-se, assim, por si só, como um dom que Deus nos dá para que possamos retomar a comunhão com Ele que perdemos por causa do pecado

- O próprio Cristo, portanto, é um dom que Deus dá aos homens, mediante o qual alcançamos a vida eterna (Jo.3:16).

3º SLIDE

- Em Seu infinito amor, o Senhor também compartilha com o homem dons, riquezas espirituais queO e aos homens até o instante em que seremos glorificados.

- Os dons concedidos por Deus à Sua Igreja são costumeiramente divididos pelos estudiosos das Escrituras em três grupos: os dons espirituais, os dons ministeriais e os chamados dons de serviço ou assistenciais.

4º SLIDE

- Dons espirituais: Dons concedidos pelo Espírito Santo a fim de propiciar a edificação e a consolação dos salvos, enquanto aguardam a chegada de Cristo para arrebatar a Sua Igreja.

- Dons ministeriais:, dons concedidos pelo próprio Jesus, que é a cabeça da Igreja, para promover o aperfeiçoamento dos santos e a edificação da Igreja em amor.

5º SLIDE

Capa do trimestre                                                      

- Duas mãos estendidas, num gesto de recepção, enquanto uma luminosidade vinda do alto parece indicar que de lá, de cima vem aquilo que as mãos estão aguardando.

- A ilustração mostra-nos, portanto, que os dons espirituais e os dons ministeriais são presentes, dádivas que o Senhor quer dar aos homens, que devem estar prontos para o Senhor, que devem desejar recebê-los.

6º SLIDE

- Os dons, como nos indicam a ilustração, vêm de Deus, não provêm do homem, por isso o homem deve estender suas mãos para o alto com o fim de recebê-los.

- A recepção dos dons fará com que tenhamos nossas mãos cheias, ou seja, os dons são para que sirvamos a Deus, para que efetuemos a Ele um serviço, não são para que o engrandecimento e o ensoberbecer dos homens.

7º SLIDE

Blocos do trimestre

Introdução (lição 1)

Dons espirituais (lições 2 a 4)

Dons ministeriais (lições 5 a 12)

Conclusão (lição 13)

8º SLIDE

Comentarista do trimestre

- O comentarista deste trimestre é o pastor Elinaldo Renovato de Lima, presidente das Assembleias de Deus em Parnamirim/RN, que já há alguns anos tem comentado as Lições Bíblicas.

 

+++

PLANO DE AULA Nº 1

LIÇÃO Nº 1 – E DEU DONS AOS HOMENS

1º SLIDE           INTRODUÇÃO

- Neste novo trimestre, estudaremos os dons espirituais e os dons ministeriais, estas ferramentas que o Senhor dá à Igreja para que haja uma vida espiritual abundante no meio do Seu povo.

- O Senhor não só salva o homem, mas concede dons à Igreja para que haja um eficaz e eficiente serviço.

2º SLIDE  I – DEUS DÁ DONS AOS HOMENS

- O homem foi criado por Deus para manter, com o seu Criador, um relacionamento perpétuo, para que tivesse com Ele comunhão, ou seja, para que tivesse vida e vida em abundância (Jo.10:10).

- Quando o homem pecou, perdeu esta comunhão com Deus e, assim, ficou despojado da sua própria razão de ser, da sua própria razão de viver.

3º SLIDE

- O homem sem Deus é um miserável, ou seja, é alguém que fica despojado de tudo quanto realmente importa em sua vida (Rm.7:24; Ap.3:17).

- Todas as coisas que o homem possui provêm de Deus, que é o dono de tudo (Sl.24:1;I Cr.29:14).

4º SLIDE

- O primeiro dom que recebemos de Deus é a vida eterna, dado por meio de Cristo Jesus (Jo.17:3).

- A vida eterna foi dada a nós por meio de Cristo Jesus, Ele próprio um dom de Deus para que tenhamos a comunhão com o Senhor (Jo.3:16).

5º SLIDE

- Mas o Senhor não Se limita a conceder o dom da vida eterna para o ser humano. Diante de Seu grande amor, quis dar ao homem outros dons, outras dádivas, para que o homem que n’Ele crê tenha uma vida espiritual abundante antes mesmo de alcançar a dimensão eterna.

- O Senhor não só salvou o homem, mas, também, formou um povo para congregar todos os salvos, a Igreja, que é considerada como a noiva de Cristo, pois aguarda o casamento com o Senhor, o que se efetivará nas bodas do Cordeiro (Ap.19:7), quando, então, passará a ser a esposa do Cordeiro.

6º SLIDE

- A adoção da figura do casamento como sinal, figura da união que se dará entre Cristo e a Igreja na dimensão eterna traz, como consequência, dentro dos princípios que regiam o casamento no Oriente e em Israel, a obrigação que tem o noivo de, antes do casamento, aquinhoar a noiva com bens, com um patrimônio, chamado de “dote” (Ex.22:16,17).

- Também vemos claramente este costume quando da busca de Eliezer de uma esposa para Isaque (Gn.24).

7º SLIDE

- A Igreja, sendo a noiva do Cordeiro, recebe do seu noivo, um “dote”, ou seja, um patrimônio espiritual, dons, dádivas, que a mantêm rica e adornada para se encontrar com o seu marido por ocasião das bodas.

- Enquanto Jesus não vem para arrebatar a Sua Igreja, ela recebe, a exemplo de Rebeca, antes de se encontrar com Isaque, joias preciosas do Espírito Santo, que aqui é figurado pela pessoa de Eliezer.

8º SLIDE

- Após ter conquistado a salvação para todos os homens na cruz do Calvário, o Senhor Jesus desceu às partes mais baixas da Terra, subiu aos céus e recebeu dons para dar aos homens (Sl.68:18, Ef.4:8).

- Tendo adquirido a salvação para a Sua Igreja, o Senhor Jesus, na condição de noivo, tratou de adornar a Sua noiva com o “dote”, com dons, com preciosidades espirituais, a fim de que ela se prepare convenientemente para as bodas do Cordeiro, que é seu alvo e objetivo.

9º SLIDE

- Logo na tarde do domingo da ressurreição, o Senhor Jesus, após mostrar-Se aos discípulos, deu-lhes dons:

a) o apostolado (Jo.20:21);

b) o Espírito Santo  (Jo.20:22).

c) o “poder das chaves” (Jo.20:23; I Tm.2:1-6)

10º SLIDE

- Antes de subir aos céus, o Senhor Jesus mandou que os discípulos aguardassem outro dom – o revestimento de poder (Lc.24:49), que lhes foi dado no dia de Pentecostes (At.2).

- Uma vez revestidos de poder, os doze apóstolos iniciaram, então, o exercício daquilo que haviam recebido de Cristo, ou seja, o exercício do ministério da palavra e da oração, para o que haviam sido enviados pelo Senhor (At.6:2,4).

11º SLIDE

- Alguns dias depois, já revestidos de poder, os discípulos passaram a demonstrar o poder do Espírito Santo em suas vidas, por intermédio da realização de curas, sinais e maravilhas (At.3:1-8; 4:33; 5:12,15,16).

- Isto não foi privativo dos apóstolos, mas que se espalhou por toda a Igreja, inclusive entre os gentios, como atesta o apóstolo Paulo ao dizer que, em Corinto, não faltava dom algum (I Co.1:7).

 

12º SLIDE

- Notamos, portanto, que, além da salvação propriamente dita, o Senhor quis adornar a Igreja com muitos outros dons, com muitas outras dádivas, a começar pelo dom do Espírito Santo (At.2:38), expressão que envolve tanto o Espírito Santo em Si como o revestimento de poder.

- Se o dom do Espírito Santo é dado a toda a Igreja, o mesmo não ocorre com os demais dons. Os demais dons são distribuídos pelo Senhor, porque são dons dados à Igreja e a Igreja, embora seja um só corpo, é formado de diversos membros (I Co.12:12,20).

13º SLIDE

- Jesus, sendo a cabeça da Igreja (Ef.1:22; 5:23), distribui os dons como quer entre os membros do corpo (I Co.12:18), até porque um corpo precisa ter seus membros exercendo diferentes funções para que haja a unidade.

- Os dons são repartidos particularmente (I Co.12:11), nem todas receberão os mesmos dons (Rm.12:4-6).

14º SLIDE

 - Dons espirituais: I Co.12:8-11;

- Dons ministeriais – Ef.4:11;

- Dons assistenciais Rm.12:6-9.

15º SLIDE

- A entrega dos dons é uma “doação de Deus aos salvos” e, por isso, exige a aceitação do salvo para a sua recepção e exercício, segundo a livre vontade de Deus.

- A ingratidão do donatário poderá ocasionar a perda ou, pelo menos, a inatividade do dom.

16º SLIDE   II – OS DONS ESPIRITUAIS POSTOS À DISPOSIÇÃO DA IGREJA

- Uma das operações do Espírito Santo entre os homens é a de transmitir poder a fim de que o nome do Senhor seja glorificado.

- A transmissão de poder dá-se a partir do revestimento de poder, que é o batismo com o Espírito Santo, que é a porta de entrada para a recepção dos dons espirituais, a continuidade da transmissão de poder à Igreja, para a manifestação do Espírito Santo no meio do povo de Deus.

17º SLIDE

-  A posse dos dons espirituais é:

a) uma grande bênção que Deus nos dá

b) mais um talento concedido ao crente

c) mais uma ferramenta colocada à disposição da Igreja através de um vaso escolhido.

18º SLIDE

- A posse dos dons espirituais não é prova de que algum crente seja superior a outro.

-  Dons espirituais não se confundem:

a) com dotes naturais, com talentos individuais que alguém tenha.

b) com o fruto do Espírito, qualidades obtidas com a conversão

c) com os dons ministeriais, dons dados por Cristo para edificação da Igreja em amor.

19º SLIDE   III – OS DONS MINISTERIAIS

- Dons ministeriais: dádivas concedidas por Cristo com a finalidade de aperfeiçoar os santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo, a fim de que os crentes atinjam (Ef.4:12,13):

a) a unidade da fé;

b) o conhecimento do Filho de Deus;

c) o nível de varões perfeitos;

d) a medida da estatura completa de Cristo.

20º SLIDE

- Os dons ministeriais estão elencados na relação de Ef.4:11 e, de pronto, devemos distinguir os dons ministeriais dos “títulos ministeriais” ou dos “cargos eclesiásticos”.

- O dom é uma dádiva de Cristo, é um dom que vem diretamente do Senhor para o crente,“Títulos ministeriais” e “cargos eclesiásticos” são posições sociais criadas dentro das igrejas locais.

21º SLIDE

- Os dons ministeriais encontram-se elencados em Ef.4:11 e são cinco, a saber:

a)apóstolo

b) profeta

c) evangelista

d) pastor

e) mestre (ou doutor).

22º SLIDE

- Assim como uma noiva procura se apresentar adornada para o noivo, assim, como membros da Igreja, devemos buscar os dons espirituais e ministeriais para nos encontrarmos com o Senhor (I Co.12:31).

- Quem busca os dons não corre o risco de ficar de fora da festa nupcial, das bodas do Cordeiro (Mt.22:11-13).

 

COLABORAÇÃO PARA O PORTAL ESCOLA DOMINICAL- EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO