Jovens e Adultos Betel

Lição 5 - Jovens e Adultos - Betel - Enfrentando os problemas econômicos e sociais II

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO MADUREIRA - CATALÃO/GO

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

QUARTO TRIMESTRE DE 2018

Jovens e Adultos - Betel - Neemias: enfrentando os desafios com oração, ação e perseverança

COMENTARISTA: ADALBERTO ALVES

COMENTÁRIO: EV. PAULO VITOR PEREIRA

LIÇÃO Nº 5 - ENFRENTANDO OS PROBLEMAS ECONÔMICOS E SOCIAIS

Introdução

Como o Livro de Neemias ilustra quase todos os mais importantes princípios de liderança, não surpreende que encontremos Neemias enfrentando a questão financeira. Lemos sobre isso no quinto capítulo de seu livro e parece tão usual que você pode pensar que ele está no século XXI, pois vamos observar a injustiça social e problemas econômicos que enfrentamos já nos dias desse líder.

A Luta Contra a Injustiça Social

Descobrindo o Cerne do Problema

Enquanto a construção do muro estava em andamento, mas não, na medida em que é declarado, em conexão direta com o emprego da massa das pessoas no trabalho não-remunerado, os males internos se mostraram que exigiam atenção imediata e remediação. Reclamações foram feitas a Neemias por um grande número de ordens inferiores, tanto homens como mulheres - as vozes agudas do último elevando-se à intensidade de um "grande grito" (verso 1) - no sentido de que a opressão dos ricos e grandes combinado com outras causas permanentes ou temporárias, privou-os de suas casas e lotes de terra, forçando-os a vender seus filhos e filhas à escravidão (versículos 2-5). De acordo com o texto existente, as principais causas da pobreza geral eram três:

• Superpopulação (verso 2);

• Uma fome recente (verso 3);

• O peso da tributação, decorrente da grande quantidade anualmente exigida da província pelos persas na forma de tributo (verso 4).

Aplicação: O problema era que a cidade não fora lavrada e cultivada para satisfazer as necessidades das centenas de pessoas que repentinamente a invadiram para construir o muro. A pequena colheita existente não podia sustentá-las. Aliado à crescente necessidade de alimento estava o fato de que toda a região vinha sofrendo com a fome, que parecia ter sido causada por uma seca. Artaxerxes cobrava deles muitos impostos (Ne 5.4), embora morassem a grande distância da Pérsia, não estavam isentos. É igualmente possível que os cobradores de impostos explorassem os contribuintes, exigindo mais do que o tributo. Os credores tomavam as terras deles como pagamento e, quando ficavam sem terra, os credores tomavam seus filhos como escravos (Ne 5.5).

Para continuar lendo este artigo baixe o anexo no link abaixo.

Fonte: http://paulovitorpereiraaa.blogspot.com/2018/10/licao-05-enfrentando-os-problemas.html Acesso em 31 out. 2018

Copyright © 2003 - 2018 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.