Jovens e Adultos Betel

Lição 11 - Jovens e Adultos - Betel - As festas de Israel e o ano novo do jubileu

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO MADUREIRA - SAMAMBAIA SUL/DF

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2018

Jovens e Adultos - Betel - Levítico: o ministério sacerdotal levítico e sua relevância para a Igreja

COMENTARISTA: FERNANDO LUIZ VIANA ALVES

COMENTÁRIO: PR. JOSÉ VALMIR M. OLIVEIRA

LIÇÃO Nº 11 - AS FESTAS DE ISRAEL E O ANO NOVO DO JUBILEU

...

INTRODUÇÃO

Na pessoa de Cristo, a Páscoa teve seu cumprimento máximo, na Cruz, onde foi cravada a cédula de nossa dívida com Deus (Cl 2.14). Também em Cristo a Festa dos Pães Asmos foi cumprida, pois ele é o Pão da Vida, do qual devemos nos alimentar. De igual modo, Cristo também é a nossa primícias, pois foi que primeiro ressuscitou dos mortos para que tivéssemos vida. E por fim, Ele é o nosso Pentecostes, pois nos selou com o seu Espírito para glória de seu nome. Podemos resumir as 4 primeiras Festas da seguinte forma:

• Páscoa: Convocação pela morte do Messias.

• Pães Asmos: Convocação pelo sepultamento do Messias.

• Primeiros Frutos (Primícias): Convocação pela ressurreição do Messias.

• Pentecostes: Convocação pela nomeação e delegação de poder ao povo dado pelo Messias.

1. FESTAS: DA PÁSCOA AO PENTECOSTES

1.1. A Páscoa e a festa dos pães asmos

a) A Páscoa - De todas as celebrações de Pessach (a Páscoa judaica), apenas uma foi a verdadeira. Ela aconteceu mais de 34 séculos atrás, quando o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó estava fazendo os preparativos para libertar Seu povo escolhido da escravidão no Egito. O Senhor havia enviado Moisés e seu irmão Arão a Faraó para exigir que fosse permitido aos israelitas irem para o deserto a fim de adorá-lo. Faraó se recusou a dar a permissão. Então, Deus atacou o Egito com nove pragas devastadoras. Mesmo assim, Faraó ainda se recusou a permitir que os israelitas deixassem o Egito. A décima praga foi a morte de todos os primogênitos machos, tanto seres humanos quanto animais. E, diferentemente das nove pragas anteriores, que nunca afetaram Gósen, onde moravam os israelitas, essa praga afetaria a todos. O Senhor também usou a décima praga para ensinar aos israelitas o princípio bíblico da redenção por meio de um substituto. Se os israelitas deixassem de seguir as instruções de Deus, esses primogênitos morreriam, juntamente com os primogênitos dos egípcios. A principal mensagem de Pessach,logicamente, é a redenção. É sobre o plano de Deus para redimir Israel da escravidão. Todavia, ela contém paralelos maravilhosos para a cristandade: A Páscoa é uma Festa que lembra a libertação do povo Judeu da escravidão do Egito, para nós Cristãos, nos lembra de nossa libertação da escravidão do pecado através de Cristo. Jesus é o Cordeiro Pascal definitivo e provido por Deus para a salvação dos homens, conforme profetizado durante todo o Antigo Testamento, desde a queda do homem.

Para continuar lendo este artigo baixe o anexo no link abaixo.

Fonte: http://www.ebd316.com/2018/03/as-festas-de-israel-e-o-ano-do-jubileu.html Acesso em 12 mar. 2018

Copyright © 2003 - 2018 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.