Jovens e Adultos Betel

Lição 4 - Jovens e Adultos - Betel - O sacrifício pacífico

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO MADUREIRA - SAMAMBAIA SUL/DF

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2018

Jovens e Adultos - Betel - Levítico: o ministério sacerdotal levítico e sua relevância para a Igreja

COMENTARISTA: FERNANDO LUIZ VIANA ALVES

COMENTÁRIO: PR. OSMAR EMÍDIO DE SOUSA

LIÇÃO Nº 4 - O SACRIFÍCIO PACÍFICO

...

INTRODUÇÃO

Embora o caráter do sacrifício pacífico apresente semelhança com a oferta de manjares, haja vista que não se tratam de “sacrifícios de expiação”, mas de “oferta de ações de graça” (Lv 3.11). O estudo comparativo entre estes rituais, as pequenas semelhanças entre um e outro se consegue dissolver rapidamente: Na oferta de manjares, por exemplo, a oferta era tipicamente de alimentos, enquanto que no sacrifício de ofertas pacíficas era de animais; na oferta de manjares não havia derramamento de sangue, já no sacrifício pacífico havia; na oferta de manjares somos convidados a expressar nossa dedicação, compromisso e gratidão a Deus pelo provimento do pão diário concedido, enquanto que no sacrifício das ofertas pacíficas somos convidados a exprimir nossa comunhão, louvor, gratidão e regozijo, principalmente, pelas bênçãos recebidas, livramentos ocorridos e votos acontecidos (Lv 3.12-17,30-31; 7.11-16; Dt 12.17-19, Nm 5.25; Gn 28.20-22; 1 Sm 1.11).

1. UMA OFERTA PARA COMUNHÃO

Os sacrifícios pacíficos são conhecidos no livro de Levíticos, além de oferta pacífica, como ofertas de comunhão. O ritual do sacrifício apresentava em sua natureza o caráter de comunhão, pois o cerimonial se transformava em ocasião de regozijo em que todos: Deus, o sacerdote e o ofertante participavam e se alimentavam do mesmo sacrifício. Significando que o ofertante estava ali exercitando sua comunhão com Deus, com a família sacerdotal e com o povo, já que ele podia convidar outros da comunidade a também participarem da mesa. Assim, cada vez que um israelita decidia oferecer uma oferta pacífica ele tinha não somente a oportunidade de refletir sobre os privilégios de fazer parte do povo de Deus, como também, a oportunidade de confraternizar e dividir os momentos alegres ao redor de uma “mesa” com Deus, com os sacerdotes, e com os familiares, irmãos e amigos de fé. Nesse sentido, então, o cerimonial constituía, em si, uma espécie de serviço de comunhão. Algo meio que similar à ordenança da Ceia do Senhor, às quais comemoramos periodicamente.

Para continuar lendo este artigo baixe o anexo no link abaixo.

Fonte: http://www.ebd316.com/2018/01/o-sacrificio-pacifico-comentarios.html Acesso em 27 jan. 2018

Copyright © 2003 - 2018 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.