Jovens e Adultos Betel

Lição 9 - Jovens e Adultos - Betel - A fé que nos une a Deus e nos torna produtivos I

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO MADUREIRA - SAMAMBAIA SUL/DF

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

QUARTO TRIMESTRE DE 2017

Jovens e Adultos - Betel - Doutrinas fundamentais de Cristo: o legado da Reforma Protestante e a importância de perseverar na doutrina dos apóstolos

COMENTARISTA: ABNER DE CÁSSIO FERREIRA

COMENTÁRIO: PR. ALTEVI OLIVEIRA DA COSTA

LIÇÃO Nº 9 - A FÉ QUE NOS UNE A DEUS E NOS TORNA PRODUTIVOS

INTRODUÇÃO

A fé que nos une a Deus e nos torna produtivos são demonstradas não por obras sacrificiais, que trazem glória para o nosso ego, mas por obediência, que traz o fruto do Espírito. Nossas vitórias são conquistadas e demonstradas por confiança e obediência total a Deus e à sua Palavra.

1. O FIRME FUNDAMENTO DA FÉ

Após ser colocado, um fundamento não pode ser removido. Ninguém modifica, aperfeiçoa, faz reparos em fundamento algum. Quantas construções são embargadas pela Defesa Civil ou pelo CREA, por terem seus fundamentos mal feitos, por não ter capacidade suficiente para suportar a construção e assim, são demolidas. O firme fundamento das coisas que se esperam, significa o convicto, o concreto, sólido e seguro fundamento, a base, a origem das coisas que se esperam. Então, se não há esperança não há fé. O homem não pode viver sem esperança! Mas, ao mesmo tempo a fé existe algo concreto, uma certeza, uma prova da existência das coisas que não se veem. Ou seja, se eu realmente vejo uma coisa ou já a possuo, eu não preciso ter fé. Quando o homem não havia inventado o avião, ele tinha que ter fé que um dia voaria. Mas, a partir do momento que o avião existe e voa, não necessitamos mais de ter fé que este aparelho realmente voa. Isto é muito claro. Então, a prova das coisas que não se veem é tão importante quanto a esperança. Um claro exercício de fé, pode ser visto, com muita ênfase, quando conjugado com a gratidão. Quando oramos agradecendo a Deus pelas dádivas e bênçãos futuras, convictos de que, em breve as receberemos, estamos exercitando a fé da melhor forma. Não é a toa que Abraão foi chamado o pai da fé. Quando Abraão garantiu aos seus servos que voltaria com seu filho estava firmado na promessa de que de Isaque surgiria uma grande nação e pronto! Ele cria nesta promessa e, sem saber como Deus ia fazer, estava disposto a sacrificar o filho que, tinha convicção, que seria pai de uma grande nação. Por isso, garantiu aos seus criados que voltaria com filho(Gn 22; Rm 4.17).

1.1. Conceito bíblico da fé

Para a pessoa ter uma confiança firme, ela precisa de fortes motivos. Na realidade, “firme confiança” vem de uma palavra que significa mais do que um sentimento ou pensamento positivo. Por isso, fé é ter certeza de algo que se baseia em provas. As qualidades invisíveis de Deus — isto é, seu poder eterno e Divindade — são claramente vistas desde a criação do mundo, porque são percebidas por meio das coisas feitas.’ (Rm 1.20). Muitos acreditam em Deus porque foram ensinados assim desde criança. Talvez digam: ‘Eu fui criado assim.’ Mas Deus quer que as pessoas que o adoram acreditem mesmo que Ele existe e que as ama. É por isso que a Bíblia deixa bem claro que precisamos nos esforçar para confiar e nos aproximar de Deus. Isso vai nos ajudar a conhecê-lo de verdade.

Para continuar lendo este artigo baixe o anexo no link abaixo.

Fonte: http://www.ebd316.com/2017/11/a-fe-que-nos-une-deus-e-nos-torna.html Acesso em 21 nov. 2017

Copyright © 2003 - 2017 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.