Jardim, Maternal e Berçario

Lição 12 - Jardim de Infância - Os amigos que andaram com Deus

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO IPIRANGA - SEDE - SÃO PAULO/SP

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

SEGUNDO TRIMESTRE DE 2018

Jardim da Infância: Amigo de Deus no Antigo Testamento

COMENTARISTA: TATIANA COSTA

COMENTÁRIO: PROFª. JACIARA DA SILVA

LIÇÃO Nº 12 – OS AMIGOS QUE ANDARAM COM DEUS

Objetivo

Professor (a) ministre sua aula de forma que ao término, seus alunos possam aprender que assim Eliseu aprendeu imitando Elias, assim devemos ser imitadores de Jesus.

Para memorizar:

“Portanto, sejam imitadores de Deus, como filhos amados” (Ef 5.1 - NVI)

Aprendendo a Bíblia

Elias e Eliseu foram profetas de Israel numa época em que o louvor a Deus estava sendo substituído pelo culto a Baal, promovido principalmente por Jezabel, esposa do rei Acabe e seus filhos. Apesar disso, foi uma época em que muitos milagres aconteceram como em nenhuma outra ocasião no antigo testamento. Elias desafiou os 400 profetas de Baal e 45ª de Asera no monte Carmelo. Deus se manifestou com fogo e consumiu o sacrifício e o altar. Depois, os profetas de Baal caíram mortos e houve um avivamento em Israel.

Na época em que Elias e Eliseu exerceram o ministério profético, Israel (o reino do norte) era governado por um rei mau, chamado Acabe e, sua esposa Jezabel era extremamente idólatra. Eles incitaram ao povo a deixar de adorar o Senhor e servir a Baal, um Deus pagão. Deus usou Elias para despertar Israel e reconhecer a reconhecer o verdadeiro Deus.

Depois de Acabe, reinou seu filho Acazias, que cometeu muitas maldades também. Este ficou doente e enviou mensageiros para consultar os profetas de Baal. Elias os encontro e os mandou dizer ao rei que ele não seria curado porque não consultou o verdadeiro Deus; e, em breve, morreria. O monarca furioso mandou um capitão, acompanhado de 50 soldados para prendê-lo. Mas o profeta orou, e Deus mandou fogo que consumiu a todos eles. Isto aconteceu por duas vezes. Na terceira vez, o comandante suplicou-lhe que não pedisse fogo do céu. O profeta percebendo que ele agia com humildade, partiu e foi ao encontro do rei que, morreu logo a seguir.

Eliseu presenciou e testemunhou muitos desses milagres. Um dia, surgiu um comentário entre os ‘filhos dos profetas’ (jovens que estudavam a palavra de Deus) que Elias seria transladado para o céu. Eliseu não gostou do estavam falando e, não quis comentar o assunto com os amigos: propôs no seu coração observar o seu senhor em todos os momentos.

Mas Elias, notando o sentimento do seu servo, disse-lhe:

“Fica aqui em Gilgal, porque preciso ir a Betel!”

Eliseu sabendo o que ia acontecer, disse:

“Vive o senhor e vive a tua alma que não te deixarei”.

Quando chegaram lá, os filhos dos profetas confirmaram que Elias seria tomado ao céu naquele dia, e Eliseu a tudo confirmou. Em Betel, Elias disse a Eliseu:

“Eu preciso ir a Jericó. Fique aqui!”

Mas Eliseu recusou-se a ficar e insistiu que o acompanharia, e foi com ele. Lá em Jericó os filhos dos profetas também já sabiam de sua partida. Ainda em Jericó Elias disse a Eliseu:

“Fica aqui, porque eu preciso ir ao Jordão”.

Elias queria ficar sozinho. Porém, novamente Eliseu insistiu, dizendo que não o deixaria. Na hora de atravessarem o rio Jordão não havia embarcação e Eliseu ficou pensativo sobre como o profeta iria fazer para atravessá-lo. Nesse instante o profeta pegou sua capa e estendeu-a sobre as águas que se separaram em duas partes e eles passaram o rio a seco.

Naquele momento, Elias revelou o segredo a Eliseu. Ele seria arrebatado por Deus. Mas sabendo da saudade que sua ausência iria provocar, resolveu dar a Eliseu um presente que ficasse como recordação dos bons tempos que passaram juntos. Elias então perguntou:

“O que você deseja Eliseu? Pede o que quiseres!”

Eliseu respondeu:

“Peço-te que haja porção dobrada de teu espírito sobre mim!”

Elias então respondeu:

“Se você estiver atento e observar o momento em que eu for arrebatado por Deus, o teu desejo será satisfeito”.

E quando os dois profetas caminhavam e dialogavam uma carruagem de fogo puxada por cavalos de fogo os separou um do outro! Foi algo inesperado e maravilhoso. Eliseu não se distraiu com a carruagem, mas procurou ver Elias subindo num redemoinho.

Agora Eliseu estava só! E o seu pedido? Quando olhou para o chão, percebeu ali a capa de Elias. Então a pegou e voltou-se em direção ao rio Jordão. E diante do rio disse:

“Onde está o Deus de Elias?” E tocou nas águas do rio, que se dividiram ao meio e, Eliseu atravessou a seco. Deus não era apenas o SENHOR de Elias, mas, de Eliseu também e, a partir daquele dia usou poderosamente aquele moço, trazendo livramento a Israel, ao operar o milagre da fartura, curar o leproso Naamã, ressuscitar um menino e muito mais!

Eliseu recebeu o poder do Espírito Santo de Deus, porque foi persistente em seguir Elias; procurou imitá-lo e desejou ardentemente ser usado por Deus como seu mestre o foi.

Aplicação da lição

Professor (a) enfatize aos pequenos que assim como Eliseu procurou aprender a servir a Deus como Elias, nós também devemos aprender a viver nos moldes que Jesus, o Filho de Deus, viveu enquanto esteve caminhando aqui na terra.

Oficina criativa

Imprimir o desenho abaixo para os pequenos fazer a atividade

Copie o link e cole no navegador

http://www.jesusnosama.com.br/criancas/pintar/eliseu10.jpg

Colaboração para Portal Escola Dominical – Prof. Jaciara da Silva

Copyright © 2003 - 2018 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.