Jardim, Maternal e Berçario

Lição 6 - Jardim de Infância - O ciúme não faz parte do presente

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO IPIRANGA - SEDE - SÃO PAULO/SP

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2018

Jardim da Infância: Família, um presente do meu amigo

COMENTARISTA: CRISTIANE ALVES

COMENTÁRIO: PROFª. JACIARA DA SILVA

LIÇÃO Nº 6 – O CIÚME NÃO FAZ PARTE DO PRESENTE

Texto Bíblico: Gn 37.1-36

Objetivo

Professor (a) ministre sua aula de forma que ao término, seus alunos possam conscientizar-se de que em nossa família, todos têm seus talentos especiais, e nós também. Não precisamos ficar tristes por que às vezes não fazermos as mesmas coisas que nossos irmãozinhos (as). Todos somos especiais, devemos nos respeitar e amar, sendo obedientes a Deus.

Para memorizar:

“Pois onde há inveja e ambição egoísta, aí há confusão e toda espécie de males” (Tg 3.16 - NVI)

Aprendendo a Bíblia

Jacó tinha doze filhos Rubem, Simeão, Levi, Judá, Issacar, Zebulom, Dã, Naftali, Gade, Aser, José e Benjamim. Os dez irmãos mais velhos eram muito ciumentos e encrenqueiros. Viviam criando confusão. José era um rapaz muito obediente e bondoso. Benjamim era o caçulinha. Jacó deixava bem claro que José e Benjamim eram os seus filhos prediletos. E isso era muito ruim porque fez crescer o ciúme no coração dos outros irmãos

Jacó elogiava muito José diante dos outros irmãos e eles ficavam muito aborrecidos com aquilo e a raiva deles aumentava mais. Por outro lado, quando os irmãos faziam alguma coisa errada, José tentava corrigi-los e, se não conseguia, contava tudo para o pai e eles levavam a maior bronca. Assim, a raiva deles por José crescia cada vez mais. Para piorar as coisas, um dia Jacó deu uma túnica muito bonita, toda colorida para José. Os irmãos olharam para suas roupas simples e se encheram de inveja de José. Nenhum deles tinha ganhado uma roupa tão bonita assim! Eles ficaram mortos de inveja. Ah! Se eles pudessem se livrar dele, fariam isso na mesma hora. E a raiva deles ficou maior ainda.

Deus queria revelar coisas muito importantes para José por isso, uma noite, José teve dois sonhos estranhos. No primeiro sonho, José estava amarrando feixes de trigo com seus irmãos. De repente, os onze feixes que seus irmãos amarram levantaram-se e começaram a inclinar-se diante do feixe de trigo de José. No segundo sonho, José viu o Sol, a Lua e onze estrelas. Todos se inclinavam diante dele. Era muito fácil entender o que aqueles sonhos queriam dizer. Quem consegue explicá-los? [Dar tempo para as respostas.] Muito bem.

Os irmãos de José entenderam direitinho o que o sonho queria dizer e ficaram furiosos. Eles disseram: “Você pensa que nós seremos seus escravos?” Pensem bem: José era o filho predileto de Jacó, tinha ganhado uma roupa linda, que só as pessoas importantes usam e, agora, sonhava que seus irmãos se inclinavam diante dele. O irmãos pensaram que talvez Jacó quisesse que José, o mais novo, mandasse neles, os mais velhos. E isso os deixou furiosos. O coração deles ficou muito, muito cheio de raiva.

Um dia os irmãos de José viajaram, procurando pasto para o rebanho. Como eles não davam notícias, Jacó ficou preocupado e mandou que José fosse até lá para ver o que tinha acontecido. José preparou comida para os irmãos e foi procurá-los. Ele andou muito, muito e ficou bem cansado. Mas não quis parar para descansar enquanto não encontrasse seus irmãos. Quando eles viram que ele estava se aproximando, usando sua roupa colorida, o ódio deles aumentou muito e disseram: “Lá vem o sonhador! Vamos atirá-lo em um poço e diremos ao papai que uma fera o devorou.”

Que horror! Coitado do José. Nem imaginava o que o esperava.

Ruben, o irmão mais velho ficou com pena de José. Mas ele tinha medo de contrariar os irmãos. Por isso, ele tentou ganhar tempo. Ele disse: “Não vamos matar José. Vamos jogá-lo vivo dentro de um desses poços do deserto.” Ruben pensava em tirar José do poço quando os outros irmãos não estivessem vendo.

Quando José chegou, todo feliz por encontrar seus irmãos, ao invés de o abraçarem e oferecerem comida, eles agarraram José e tiraram a sua túnica. José gritava: “O que vocês estão fazendo? Por favor, me deixem!”

Mas eles não o atenderam e o jogaram dentro de um poço seco. O poço era muito profundo e José jamais teria chance de escapar. Enquanto José estava no poço chorando, seus irmãos sentaram-se para comer a comida que ele lhes trouxera... Que homens maus!

Naquele momento, uma caravana de mercadores aproximou-se com seus camelos. Eles iam para o Egito. Judá teve uma idéia: “Vamos vender José aos mercadores. Assim ganharemos algum dinheiro.” E os outros concordaram. Tiraram José do poço e o venderam por vinte moedas de prata. Quando José percebeu o que estavam fazendo, suplicou a cada um deles: “Por favor, não me venda, querido irmão!”

Alguns até quiseram ajudar José, mas ficaram com medo dos outros e não fizeram nada. E, assim, José foi levado embora. O coração dele ficou assim. Quando Ruben voltou, foi até o poço, mas José não estava lá. Então chorou: “O rapaz se foi, e agora o que farei?”

Ruben sentiu-se mal porque não falou com autoridade para livrar José. Mas era tarde demais! Por ter sido covarde, seu irmão agora era um escravo.

Para esconder o que fizeram, aqueles covardes mataram um cabrito e molharam o sangue dele na linda túnica colorida de José. Depois, mostraram a túnica a Jacó e disseram que haviam encontrado ela no campo.”

Jacó reconheceu a túnica e chorou muito: “É a túnica de José! Uma fera deve tê-lo feito em pedaços...”

E Jacó rasgou as suas vestes para mostrar que estava muito, muito triste. Ele chorou por José durante vários dias. Os irmãos, vendo o sofrimento do pai, sentiram-se muito mal por terem vendido José e mentido para o pai. Mas agora era tarde. Eles tentaram alegrar Jacó, mas ele dizia que nunca mais seria feliz outra vez. Ele falava: “Morrerei com a minha tristeza por ter perdido meu garoto.”

E os irmãos de José sabiam que a culpa de tudo era deles. Que tristeza não é mesmo!?

Aplicação da lição

Enfatize aos pequenos que a mentira, a inveja, o ódio e a desobediência sempre trazem tristeza. Não devemos ter inveja e nem raiva de nossos irmãozinhos (as). Se alguma vez sentir isso, ore e o Senhor Jesus nos ajudará.

Oficina criativa

Imprimir o desenho no link abaixo para os pequenos fazer a atividade

copie o link e cole no navegador

http://historiasbiblicas.advir.com/desenhoslicaovt/galeria%20de%20desenhos%20VT/jose%20do%20egito/jose%20eg%20e%20seu%20casaco%20nov.jpg

Colaboração para Portal Escola Dominical – Prof. Jaciara da Silva

Copyright © 2003 - 2018 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.