Adultos

Lição 12 - Os pães da proposição III

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO BELÉM - SETOR 31 (ERMELINO MATARAZZO, SÃO PAULO/sp)

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

TERCEIRO TRIMESTRE DE 2018

Adultos - Adoração, santidade e serviço: os princípios de Deus para a Sua Igreja em Levítico

COMENTARISTA: CLAUDIONOR CORREA DE ANDRADE

COMENTÁRIO: EV. MARCOS JACOB DE MEDEIROS

LIÇÃO Nº 12 – OS PÃES DA PROPOSIÇÃO

Texto: Levítico 24.5-9

Introdução: A Palavra de Deus é o alimento que nos sustenta a alma, o coração e o próprio corpo; sem ela, a vida é impossível

I - OS PÃES DA PROPOSIÇÃO

1. A mesa dos pães

1.1. A mesa que receberia os pães da proposição:

. Feita de madeira de Acácia1.

. A madeira de Acácia, por ser medicinal, evitava fungos e parasitas que poderiam contaminar os pães sagrados.

. Suas medidas: 90 cm e comprimento 45 cm de largura e 70 cm de altura (Êx 25.23-30)

. A mesa era revestida de ouro

. A mesa tinha adornos com quatro dedos de altura

. As argolas da mesa serviam para transportá-la

2. Os pães da proposição

2.1. Eram preparados todos os sábados pelos Coatitas (1Cr 9.32)

2.2. Em sua composição, usava-se a flor da farinha de trigo (Lv 24.5)

2.3. Depois de cozidos eram postos em duas fileiras sobre a mesa, sendo entremeadas por incenso (Lv 24.6,7)

. 12 pães, um para cada tribo de Israel

3. A simbologia dos pães

3.1. Simbolizava a providência de Deus no meio do seu povo (Jr 32.38)

. Saberiam que o homem não vive apenas de pão, mas do que sai da boca de Deus (Mt 4.4)

3.2. Pão acompanhado de incenso.

. A presença do Senhor sempre vem acompanhada pelas orações dos Santos (Ap 5.8; 8.3,4)

3.3. Os pães da proposição representam ainda a palavra de Deus que alimenta o mundo faminto (Jo 1.1)

II - A PALAVRA DE DEUS, O PÃO DA VIDA

1. A palavra de Deus é vida

1.1. Os judeus já sabiam disso na peregrinação (Dt 8.3)

. Durante 40 anos foram sustentados com o Maná (Êx 16.31-35)

. Deus jamais os abandonaria

2. A palavra de Deus é o nosso sustento diário

2.1. Além do Pão, Deus proporcionará cotidianamente ao seu povo água, direção, proteção e iluminação (Êx 13.21; 15.22-27; 17.1-16)

2.2. A cada dia Deus protegia e orientava seu povo (Dt 8.15)

. À semelhança de Davi, Deus era o pastor de Israel (Sl 23.1)

3. A palavra de Deus é o nosso sustento específico

3.1. Entre as fileiras de pães que havia no Tabernáculo existia o incenso (Lv 24.7)

. Significa que Deus alimenta o seu povo, tanto coletiva quanto individualmente

. Deus conhece perfeitamente nossas necessidades (Sl 103.4; Mt 6.8)

III - JESUS CRISTO, O PÃO QUE DESCEU DO CÉU

:1. Jesus, o pão da vida

1.1. Jesus se revela como pão e água da vida (Jo 4.13,14; 8.32; Ap 7.17)

1.2. Jesus foi muito claro na sua missão redentora (Jo 6.48-60)

1.3. Jesus não se limitou a ficar no santuário, mas trouxe a presença do Pai Celestial para toda humanidade (Mt 11.23; Hb 1.3)

2. Jesus, o pão de nossa comunhão com o Pai

2.1. Jesus, o pão da vida, não precisa ser trocado todos os sábados como os da proposição (Lv 24.8)

2.2. Jesus é o Pão Divino, e, é senhor do sábado (Mt 12.8 Jo 6.41; Hb 7.17-25)

2.3. Jesus é o próprio tabernáculo de Deus que se tornou semelhante a nós. (Jo 1.14; Hb 9.11,12)

2.4. Através de Jesus temos acessibilidade ao Pai (Hb 4.16)

3. Dá-lhes vós de comer

. Nós devemos alimentar os famintos com a Palavra de Deus (Mt 28.18-20; Lc 9.13)

. A fome espiritual nunca foi tão acentuada como nos dias de hoje (Am 8.11,12)

Conclusão: Todas as vezes que nos reunimos para celebrar a ceia do senhor lembramo-nos de que Jesus é a presença eterna do Pai entre nós (1Co 11.23,24).

Copyright © 2003 - 2018 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.