Adultos

Lição 1 - A Carta aos Hebreus e a excelência de Cristo V

SUPERINTENDENCIA DAS EBD'S DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS EM PERNAMBUCO

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2018

Adultos - A supremacia de Cristo - Fé, esperança e ânimo na Carta aos Hebreus

COMENTARISTA: JOSÉ GONÇALVES

COMENTÁRIO: SUPERINTENDÊNCIA DAS EBD'S DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS EM PERNAMBUCO

LIÇÃO Nº 1 – A CARTA AOS HEBREUS E A EXCELÊNCIA DE CRISTO

INTRODUÇÃO

Neste primeiro trimestre de 2018, estudaremos sobre o tema: “A supremacia de Cristo: fé, esperança e ânimo na Carta aos Hebreus”. Introduziremos o assunto trazendo informações importantes sobre esta epístola e destacaremos seu principal assunto: mostrar a superioridade de Cristo Jesus.

I – INFORMAÇÕES SOBRE A EPÍSTOLA AOS HEBREUS

A Epístola aos Hebreus ocupa lugar de destaque no Novo Testamento, em razão de sua contribuição à doutrina e excelência como peça literária, sendo neste sentido um livro sem par. Henrichsen (1996, p. 07) considera esta epístolacomo “o melhor comentário que temos do Antigo Testamento”. Vejamos algumas informações sobre esta epístola:

1.1 Autoria. A epístola aos Hebreus é anônima. O escritor não revela o seu nome nem se refere a quaisquer circunstâncias ou ligações que o identifiquem com absoluta certeza. Merryl (1995, p. 378) diz que: “a Igreja Oriental desde os primeirostempos que considera esta epístola como produto de Paulo, se bem que talvez indireto. Eusébio declarou que Clemente de Alexandria afirmava que Paulo a escrevera em hebraico e que Lucas a traduzira para o grego. Orígenes freqüentemente a citava como havendo sido escrita por Paulo. Muitos outros autores têm sido sugeridos, sendo os principais Barnabé, a quem Tertuliano a atribui, e Apolo, uma sugestão de Martinho Lutero”.

1.2 Destinatários. O título da epístola, “Aos Hebreus”, corresponde plenamente ao conteúdo do livro. O autor tem em mente que os leitores sejam pessoas de confissão totalmente judaica. Os argumentos apresentados, as demais reflexões e muitos detalhes, todos dirigem-se a homens hebreus, em cujos corações estavam os pensamentos, esperanças e consolações do Antigo Concerto. Pelo conteúdo e tom, a epístola revela que os leitores eram cristãos judaicos, isto é, judeus que haviam abraçado o Evangelho de Cristo (BOYD, 1996, p. 111).

1.3 Data e Lugar. Foi escrita em Roma, pois a passagem de Hebreus 13.24 parece dizer que o autor escreveu esta epístola de algum lugar na Itália, por volta do ano 64 a 67 d.C. Levando em consideração Hebreus 10.1 em diante, parece que esta epístola foi escrita antes do ano 70 d.C. Neste capítulo, o escritor sagrado faz alusão à adoração no Templo, em Jerusalém, e aos sacrifícios diários que eram oferecidos pelos sacerdotes ordinários e também do sacrifício anual que era oferecido pelo sumo sacerdote pelo pecado, em favor de toda a nação. Isso nos leva a entender que o santuário ainda se encontrava de pé (SILVA, 2013, p. 18).

Para continuar lendo este artigo baixe o anexo no link abaixo.

COLABORAÇÃO PARA O PORTAL ESCOLA DOMINICAL(FORNECIMENTO DO MATERIAL) - PROF. PAULO AVELINO

Copyright © 2003 - 2018 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.