Adolescentes

Lição 1 - Por que estudar história? I

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO IPIRANGA - SEDE - SÃO PAULO/SP

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

TERCEIRO TRIMESTRE DE 2018

Adolescentes: História da igreja para adolescentes

COMENTARISTA: SÉRGIO DE MOURA ANDRÉ

COMENTÁRIO: JACIARA DA SILVA

LIÇÃO Nº 1 – POR QUE ESTUDAR HISTÓRIA?

Ao Mestre

Amado (a) neste Trimestre abordaremos um assunto que particularmente amo - A história da Igreja. É de suma importância que aprendamos sobre os acontecimentos que nos antecedem e que fez com que o Evangelho chegasse até nós.

Será um trimestre de grandes descobertas, conheceremos mais sobre os pais da igreja, Agostinho, Lutero, Armínio e outros.

Hoje abordaremos noções sobre o que é história e suas divisões. Nas próximas lições veremos a história da Igreja.

Deus continue abençoando seu ministério.

Objetivo

Para refletir

“Eu mesmo investiguei tudo cuidadosamente, desde o começo, e decidi escrever-te um relato ordenado, ó excelentíssimo Teófilo."(Lc 1.3 - NVI).

Texto Bíblico: Sl 78.1-4.

Noção de História

Aprofundando-nos um pouco mais em sua etimologia, descobrimos que este vocábulo origina-se da raiz de um termo que significa conhecer: "id". Cientificamente, a História pode ser definida como a narração metódica dos principais fatos ocorridos na vida dos povos, em particular, e na vida da humanidade, em geral. Usada pela primeira vez por Heródoto (484-425 a.C.), tinha a palavra história as seguintes conotações: informação, relatório, exposição.

História é a ciência que estuda o ser humano e sua ação no tempo e no espaço, concomitante à análise de processos e eventos ocorridos no passado. História como termo, também pode verificar toda a informação do passado que pode ter sido requerida ou arquivada em todas as línguas por todo o mundo, isto como intermédio de registros.

Os historiadores usam várias fontes de informação para construir a sucessão de processos históricos, como, por exemplo, escritos, gravações, entrevistas (história oral) e achados arqueológicos. Algumas abordagens são mais frequentes em certos períodos do que em outros e o estudo da História também acaba apresentando costumes e modismos.

Fontes da História

O estudo da História foi dividido em dois períodos: a Pré-História (antes do surgimento da escrita) e a História (após o surgimento da escrita, por volta de 4.000 a.C).

Para analisar a Pré-História, os historiadores e arqueólogos analisam fontes materiais (ossos, ferramentas, vasos de cerâmica, objetos de pedra e fósseis) e artísticas (arte rupestre, esculturas, adornos).

Já o estudo da História conta com um conjunto maior de fontes para serem analisadas pelo historiador. Estas podem ser: livros, roupas, imagens, objetos materiais, registros orais, documentos, moedas, jornais, gravações, etc.

Ciências auxiliares da História

A História conta com ciências que auxiliam seu estudo. Entre estas ciências auxiliares, podemos citar: Antropologia (estuda o fator humano e suas relações), Paleontologia (estudo dos fósseis), Heráldica (estudo de brasões e emblemas), Numismática (estudo das moedas e medalhas), Psicologia (estudo do comportamento humano), Arqueologia (estudo da cultura material de povos antigos), Paleografia (estudo das escritas antigas) entre outras.

Periodização da História

Para facilitar o estudo da História ela foi dividida em períodos:

• Pré-História: antes do surgimento da escrita, ou seja, até 4.000 a.C.

• Idade Antiga (Antiguidade): de 4.000 a.C até 476 (invasão do Império Romano)

• Idade Média (História Medieval): de 476 a 1453 (conquista de Constantinopla pelos turcos otomanos).

• Idade Moderna: de 1453 a 1789 (Revolução Francesa).

• Idade Contemporânea: de 1789 até os dias de hoje.

Conclusão

A história é feita por homens, mulheres, crianças, ricos e pobres; por governantes e governados, por dominantes e dominados, pela guerra e pela paz, por intelectuais e principalmente pelas pessoas comuns, desde os tempos mais remotos. A história está presente no cotidiano e serve de alerta à condição humana de agente transformador do mundo.

Ao estudar a história nos deparamos com o que os homens foram e fizeram, e isso nos ajuda a compreender o que podemos ser e fazer. Assim, a história é a ciência do passado e do presente, mas o estudo do passado e a compreensão do presente não acontecem de uma forma perfeita, pois não temos o poder de voltar ao passado e ele não se repete. Por isso, o passado tem que ser “recriado”, levando em consideração as mudanças ocorridas no tempo. As informações recolhidas no passado não servirão ao presente se não forem recriadas, questionadas, compreendidas e interpretadas.

A história não se resume à simples repetição dos conhecimentos acumulados. Ela deve servir como instrumento de conscientização dos seres humanos para a tarefa de construir um mundo melhor e uma sociedade mais justa segundo os preceitos de Deus.

Fontes Consultadas:

• Bíblia Shedd – Editora Mundo Cristão – 2ª Edição

Colaboração para Portal Escola Dominical – Profª. Jaciara da Silva

Copyright © 2003 - 2018 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.