Adolescentes

Lição 2 - Uma pessoa especial I

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO IPIRANGA - SEDE - SÃO PAULO/SP

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2018

Adolescentes: Jesus, o melhor exemplo

COMENTARISTA: THIAGO SANTOS

COMENTÁRIO: JACIARA DA SILVA

LIÇÃO Nº 2 – UMA PESSOA ESPECIAL

Ao Mestre

Objetivo

Professor (a) ministre sua aula de forma que ao término, seu aluno possa:

Entender que Deus não faz acepção de pessoas, a ninguém despreza. Seu amor é inenarrável. Ele sempre busca a cada um de forma intensa e individual.

Para refletir

“Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!" (2 Co 5.17 - NVI).

Texto Bíblico: Lc 7.36-50

A mulher pecadora

O texto nos informa que o Senhor Jesus aceita o convite do fariseu que tinha por nome Simão, para ir comer em sua casa, porém repentinamente uma mulher se joga ao chão e com suas lágrimas lava seus pés, seca com seus cabelos os pés que havia molhado com as lágrimas e joga nos seus pés um oléo perfumado e beija seus pés.

Mesmo hoje esta é uma cena forte.

Imagino o espanto de todos naquele lugar ao se depararem com aquela mulher completamente entregue aos pés do Senhor.

O texto nos fala que ela era pecadora. Este termo passou a ser usado pelos fariseus para se referir as prostitutas, ladrões e outras pessoas de baixa reputação na sociedade.

Esta mulher poderia sofrer muito, pois invadiu uma propriedade privada, no caso, a casa do fariseu, era uma mulher desprezível aos olhos daqueles religiosos e sobre tudo poderia ser muito mal interpretada pelo seu gesto.

Por isso me pergunto: O que levou aquela mulher a invadir a casa daquele homem e se encontrar naquele estado? Como vimos que risco que ela corria era grande, então não foi só emoção, mas uma forte convicção que aquele homem era o Messias, e completamente comovida ela confessa seus pecados com muitas lágrimas ao ponto de regar seus pés como nos diz a Bíblia. Sua adoração a leva enxugar os pés do Senhor e a ungir com oléo perfumado espalhando no ambiente um perfume agradável.

Talvez você me pergunte: como eu sei que ela confessou seus pecados ali? Jesus nos informa no fim do texto que os pecados dela foram perdoados e não existe espaço nas Escrituras para crer que pecados possam ser perdoados sem confissão.

Outra pergunta é como eu sei que ela o reconheceu como Messias? Nenhum homem é digno de adoração e só o Messias pode perdoar pecados como nos informa os textos de Is 43.25 Lc 5.17-26 e Mc 2.5-12. Outro fato é que pela lei ela deveria oferecer um sacrifício no templo ao sacerdote pelos seus pecados, mas ao invés disso ela o adorou e creu que seus pecados foram por ele perdoados e a palavra ainda nos informa que sua fé a salvou.

Fé que salva e fé no filho de Deus, pois, quem crer será salvo mais o que não crer já está condenado como nos informa o Evangelho segundo João. Ali ela se entregou sem reservas e o Senhor lhe concedeu a sua graça.

Esta mulher também prefigura a noiva de Cristo que, sem medir os riscos se entrega completamente ao seu Senhor, e ao confessar seus pecados e sentir uma profunda tristeza segundo o coração de Deus por o tê-lo ofendido, arrependida muda sua vida alcançando perdão.

Pela fé no Senhor Jesus Cristo ela alcança sua salvação e através da adoração fruto do arrependimento ( grego metanóia) que significa mudança de mente ou de atitude, a exalar o doce perfume de Cristo aonde quer que ela vá, pois seu novo testemunho a acompanha. Assim a Igreja ou a mulher é muito amada pois a ela muito foi perdoado.

Agora vamos analisar a atitude do fariseu que tinha por nome Simão e de seus convidados. Em primeiro lugar o fariseu duvidou até que Jesus fosse profeta por conta de sua benevolência, e julgou sem levar em conta o que está escrito na lei: ame o teu próximo como a ti mesmo. Em segundo lugar em nenhum momento honrou a Jesus nem como um convidado comum em sua casa, Pois os judeus tinham costumes específicos que não foram observado pelo fariseu ao receber um convidado o que demonstrou que o mesmo não tinha até aquele momento nenhum apresso pelo Senhor, além da curiosidade. Ao responder a pergunta do Senhor o fariseu acertou na teologia, mas, continuou a errar no coração, e com ele os seus convidados.

Conclusão

Deus é amor, e procura os que desejam entregar –se a ELE. Há mudança para os que se arrependem, ou seja, o que abandona o pecado, ou o que permite que Deus mude a sua mente. Vale muito mais um "pecador" arrependido do que um "justo" que tem reservas e não as confessa e as abandona!

Fontes Consultadas:

• Bíblia de Estudo de Aplicação Pessoal – Editora CPAD – edição 2003

• Bíblia de Estudo Plenitude – SBB/1995 – Barueri/SP

• Bíblia de Estudo Pentecostal – Editora CPAD – Edição 2002.

• Bíblia Shedd – Editora Mundo Cristão – 2ª Edição

• Bíblia de Estudo da Mulher – Editora Mundo Cristão/SBB – Edição 2003

• Dicionário Vine – Editora CPAD – 3ª Edição 2003

• 365 Lições de vida extraídas de Personagens da Bíblia - Rio de Janeiro Editora CPAD

• Richards – Lawrence O. – Guia do leitor da Bíblia – Editora CPAD – 8ª Edição/2009

Colaboração para Portal Escola Dominical – Profª. Jaciara da Silva

Copyright © 2003 - 2018 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.